TV Record é condenada por racismo e terá de transmitir programas sobre religiões de matrizes africanas

Compartilhe a Verdade:


A decisão chega 15 anos depois de ação do Ministério Público, Instituto Nacional de Tradição e Cultura Afro-brasileira (Itecab) e o Centro de Estudos das Relações de Trabalho e da Desigualdade (Ceert). O acordo foi homologado pelo Tribunal Federal da 3ª Região (TRF3) e prevê direito de resposta de 20 minutos cada em quatro programas de televisão.

O MP salientou que os quadros apresentam elementos de “intolerância religiosa em pleno espaço público televisivo contra as religiões afro-brasileiras”.

Edir Macedo é autor do livro, ‘Orixás, Cablocos e Guias: Deuses ou Demônios?’

O processo foi movido por causa da veiculação de programas ofendendo religiões de matriz africana em quadros como “Mistérios”, “Sessão de Descarrego” “Orixás, Cablocos e Guias: Deuses ou Demônios?”.

O documentário Nosso Sagrado, que você pode saber mais aquiprotesta contra a omissão do Estado.

A Record tentou recorrer, mas já havia sido condenada pelo TRF3. O acordo foi firmado antes do processo chegar em Brasília. Ficou estabelecida a veiculação de quatro (antes eram oito) programas, todos na Record News (TV Record fica de fora). O grupo de comunicação terá que pagar indenização de R$ 600 mil. R$ 330 mil ao Itecab e R$ 270 mil à Ceert.

A produção do conteúdo fica a cargo das duas entidades vítimas das ofensas, mas quem paga é a Record. Os programas devem ser exibidos no segundo semestre.

 

 

Compartilhe a Verdade:


1
Deixe um comentário

Please Login to comment

Entre com:




1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Admin bar avatar Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Admin bar avatar
Membro
Henrique Barboza Vaz

Fala mal das matrizes africanas, em contrapartida toma as formas do judaísmo, até com vestimentas! Chupa saco de judeu! Luz pra nós!