qua. out 16th, 2019

Traídos por Bolsonaro Militares provam do próprio veneno!!!

Compartilhe a Verdade:


Contingenciamento de 44% na pasta atinge construção de corvetas e submarinos; projetos da FAB e do Exército também serão prejudicados

BRASÍLIA – A Marinha será a mais atingida pelo contingenciamento de 44% anunciado pelo governo no orçamento das Forças Armadas, o que afetará projetos estratégicos do setor naval. Um deles é a construção de quatro corvetas que seriam usadas na fiscalização de áreas como o pré-sal e a chamada Amazônia Azul – área que totaliza cerca de 4,5 milhões de quilômetros quadrados.

SUBMARINO
Projetos de construção de submarinos sofrerão impacto com corte de verba Foto: FABIO MOTTA/ESTADÃO

Estavam separados R$ 2,9 bilhões para construir as embarcações, mas a Engepron, empresa de gerenciamento de projetos da Marinha, teve congelados 100% dos recursos previstos neste ano para sua capitalização. Dos R$ 13,1 bilhões do orçamento deste ano das Forças Armadas, foram contingenciados R$ 5,8 bilhões.

Ministério da Defesa ainda discute quanto cada uma das três Forças perderá individualmente. No entanto, já está certo que a Marinha será a mais prejudicada, pois, além de perder os recursos para as corvetas, também ficará sem parte do orçamento destinado para outros projetos, como o da construção de submarinos.

O governo afirma que congelamento não é corte e que os valores serão recompostos com a aprovação da reforma da Previdência, que deve dar fôlego para a retomada da economia e, consequentemente, do aumento da arrecadação.

A aquisição das corvetas é considerada fundamental para a Marinha, que sofre com o sucateamento de sua esquadra e possui embarcações insuficientes para patrulhar o litoral brasileiro. As oito fragatas que o País utiliza têm, em média, 40 anos.

O resultado da licitação para a compra das quatro corvetas foi anunciado no fim de março. O consórcio vencedor tem à frente a empresa alemã TKMS, associada à Atech Negócios em Tecnologias S.A., Embraer S.A. e Thyssenkrupp Marine Systems GmbH.

A previsão de entrega definitiva dos navios está prevista para ocorrer entre 2024 e 2028, mas isso ainda depende da restauração do orçamento da Força. As embarcações auxiliarão na fiscalização das águas jurisdicionais brasileiras e na zona econômica exclusiva, conhecida como Amazônia Azul.

Outras forças. Na Força Aérea, o contingenciamento vai obrigar, mais uma vez, à redução de treinamentos de seus pilotos. No passado, a Força Aérea Brasileira (FAB) voava uma média de 155 mil horas por ano. Nos últimos quatro anos, com a crise orçamentária nas Forças, esse tempo caiu para cerca de 125 mil horas. Neste ano, a previsão inicial era de 115 mil horas, mas, com o congelamento, deve cair para 95 mil horas.

O contingenciamento na FAB poderá provocar, também, atraso na fabricação de aviões cargueiros KC-390.

A entrega dos 36 caças Gripen, da mesma forma, também deve ser afetada. As aeronaves foram compradas durante o governo Dilma Rousseff (PT). Enquanto isso, o controle dos céus do País é feito com os velhos F-5, Supertucanos e AMX. O primeiro equipamento chegaria em 2019 e o último, em 2024. Até agora, o Brasil não recebeu nenhum e a previsão do término das entregas acabou sendo adiada para 2026.

A falta de previsibilidade de recursos orçamentários para os projetos é a maior preocupação dos militares. Projetos que foram iniciados há mais de dez anos já foram adiados para serem concluídos em 2040, como é o caso dos blindados Guarani, encomendados pelo Exército à Iveco para substituir os antigos EE-11 Urutus e EE-9 Cascavel, produzidos pela Engesa.

“O bloqueio decorre da “necessidade”de adequação à lei orçamentária e ao teto de gastos”, disse o porta-voz da Presidência, Otávio do Rêgo Barrosao anunciar o congelamento

 

Lula manda recado aos militares!

 

 

Cada clique é um tijolo pro reino

Luz p´ra nós.

Compartilhe a Verdade:


18
Deixe um comentário

Please Login to comment
11 Comment threads
7 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
12 Comment authors
Douglas CeronSayler Céfas 666Miryam YoshikoAdmin bar avatar Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Marcio Alves Otero Barco Jr
Membro
Marcio Alves Otero Barco Jr

Luz pra nós

Josimar Lima
Editor

Post maravilhoso obrigado mestre!

Thiago Galhas
Membro

Isso é o que dá, depositar a fé em um messias fajuto… isso é o que dá, não querer a verdade acima de tudo.
Luz p’ra nós!

Juan
Editor

Que coisa..

Que irônia: parece que o exército perde com Bolso e ganhou com Lula

E outra, diminuir projetos que visavam defender áreas do pré-sal? Hmm que conveniente, ainda mais pra uma pessoa que diz que a Amazônia não é nossa.

Pedro Sora
Editor

bolsonaro testa de ferro, enfraquecendo o Brasil achando que ta fazendo algo digno
bom post !
luz pra nós!

Leandro Quantum Oliveira.
Admin

Bem feito. Ainda que pago pato tbm, acho bem feito mesmo. Mudei muito minha opinião sobre o Lula. Nunca fui fã do Bolsonaro, mas tbm não tinha nada a favor do Lula rs.
Luz p’ra nós.

Jonathan Muniz
Admin
Jonathan Muniz

Luz p’ra nós!

Membro

Luz ora nos!

Admin bar avatar
Membro
Richard Maquiavel

Ótimo post.
Luz p’ra nós!

Miryam Yoshiko
Admin

Logo ninguém mais vai deixar de enxergar o que está óbvio! Só os que optam em continuar “cegos” por orgulho e ego!
Luz p’ra nós!

Douglas Ceron
Editor

salve! Luz pra nós!