Suspeito de clonar carro usado em assassinato de Marielle foi executado

Compartilhe a Verdade:


Caso teria ocorrido menos de um mês depois das mortes da vereadora e de Anderson Gomes.

 

RIO – A Delegacia de Homicídios (DH) da Capital investiga se o suspeito de ter clonado o Cobalt prata usado no assassinato de Marielle Franco e Anderson Gomes foi executado como queima de arquivo. De acordo com o inquérito da Polícia Civil, Lucas do Prado Nascimento da Silva, conhecido como Todynho, foi o responsável pelas alterações feitas no documento do veículo utilizado pelos assassinos no dia 14 de março de 2018.

Menos de um mês depois do assassinato, em 3 de abril do ano passado, quando já se tentava identificar onde estava o Cobalt e quem teria sido responsável pela clonagem do veículo, Todynho foi morto. Ele teria sido executado quando fazia a entrega de outro carro, também clonado, na Zona Oeste. De acordo com a polícia, ele sofreu uma emboscada na Avenida Brasil, na altura de Bangu. O crime é investigado o pela própria DH.

Rastro de mortes

Os policiais procuram por Antônio Carlos Lima da Silva, o Nem Queimadinho, que teria ajudado Todynho no serviço, tendo sido responsável pela montagem do veículo. Coube a ele, segundo os investigadores, a adulteração do chassis e do número de identificação do Cobalt. Antônio Carlos tem contra ele um mandado de prisão expedido pela Vara Criminal da Comarca de Magé, por crimes de receptação e adulteração de sinal identificador de veículo. Ele é considerado foragido da Justiça.

Ao longo de um ano de investigação da morte de Marielle e Anderson, a polícia já identificou um rastro de mortes que podem ser ligadas ao crime. Cinco dias após do assassinato de Lucas, o líder comunitário Carlos Alexandre Pereira Maria, o Alexandre Cabeça, de 37 anos, foi morto com vários tiros, na Taquara, também na Zona Oeste. O corpo foi encontrado dentro de um carro por policiais do 18º BPM (Jacarepaguá), na Boiúna. Carlos Alexandre era colaborador informal do vereador Marcelo Siciliano, mencionado no inquérito que apura a morte de Marielle. (Fonte: O Globo)

 

 

Se você ainda não é membro de nossa escola, cadastre-se e venha fazer parte de nossa Egrégora.

Interajam com o site, divulguem a Verdade, e não se esqueçam de ajudar no Merch.

Luz p’ra nós!

 

 

Compartilhe a Verdade:


4
Deixe um comentário

Please Login to comment

Entre com:




2 Comment threads
2 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
3 Comment authors
Sayler Céfas 666Elielton MarianoThiago Galhas Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Thiago Galhas
Membro

Grato pelo compartilhamento, irmão.
Luz p’ra nós!

Sayler Céfas 666
Membro

Gratidão pelas informações irmão!

Isso cheira ao clã Bolsonaro!