sex. out 18th, 2019

Senado EUA 2019: 1ºprojeto de lei do Senado visa proteger Israel de boicote

Compartilhe a Verdade:


Com o início da sessão legislativa de 2019, pode-se esperar que o Senado dos EUA priorize o fim do fechamento do governo por duas semanas, mas não, em vez disso, o primeiro projeto de lei do ano do Senado tem como objetivo proteger Israel dos boicotes. Coisa que todos os Países que vão contra a “democracia” totalitária imposta forçadamente pelo dólar sofrem. Exemplo do Irã.

De acordo com o The Intercept, (Mídia alternativa investigativa internacional) a primeira peça legislativa a ser implementada pelo Senado controlado pelo Partido Republicano em 2019 dará ao governo dos EUA a autoridade para cortar os laços com as empresas que escolherem boicotar Israel. O primeiro decreto que de americano não tem nada e sim mais Israelense (judaico) é parte de uma série de medidas relacionadas à política externa que comporão S.1 – a designação dada à primeira fatura simbolicamente importante da sessão.

A legislação de proibição de boicote aparentemente tomou precedência sobre a paralisação do governo, tudo transcorrendo no momento de quase total recesso –  o terceiro mais longo já registrado, fechando nove departamentos e deixando centenas de milhares de trabalhadores do governo sem serviço e grande número sendo demitidos.

Com o senador Marco Rubio (R-Flórida) como principal patrocinador, espera-se que o Ato de Combate às BDSs receba apoio bipartidário. Coincidentemente, punir as corporações e os indivíduos que apoiam o movimento BDS (Boicote, Desinvestimento e Sanções) é uma das principais prioridades legislativas do AIPAC, o poderoso lobby pró-Israel. O projeto foi previamente apresentado (mas nunca foi aprovado) no ano passado, e deu aos governos estaduais e locais a autoridade de se recusarem a fazer negócios com empresas americanas que participam de um boicote contra Israel. Legislação anti-BDS semelhante já foi adotada em 26 estados. Até agora, dois tribunais federais determinaram que punir empresas ou indivíduos que boicotarem bens produzidos em Israel viola os direitos constitucionalmente protegidos sob a Primeira Emenda. Proteger Israel acima de “tudo”, inclusive da própria justiça.

 

Em resumo: “Eles”, estes Falsos Judeus cabalistas podem sancionar e boicotar qualquer País no mundo, matando sua população de fome e fazendo-a viver na miséria. Entretanto, se qualquer País no mundo despertar para a colossal FARSA que assola a economia mundial em todos os sentidos políticos e financeiros, simplesmente fica proibido para este realizar qualquer campanha contra estes Falsos Judeus.

 

Defender a verdade hoje perante essa manipulação e mentira teatral causada pelo fato de Israel embriagar todas as nações é um motivo para qualquer pessoa ou País ser chamado de traidor do movimento; vê se eu aguento…

 

Luz pra nós!

Compartilhe a Verdade:


2
Deixe um comentário

Please Login to comment
2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors
Admin bar avatarBruno dos Santos Bittencourt Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Bruno dos Santos Bittencourt
Membro
Bruno dos Santos Bittencourt

Ta mais pra Congresso Norte Israelense! Esses ratos dominam tudo na caruda já hoje em dia , pena que as pessoas estão ocupadas demais se iludindo pra enxergar o obvio! Mas a justiça é viva, e ela ja está aqui, que a verdade seja dita. Luz pra nós!

Admin bar avatar
Membro
Henrique Barboza Vaz

Testas de ferro de Israel! Luz pra nós!