Programa de computador vê cinco minutos no futuro

Compartilhe a Verdade:


Programa adivinha futuro

 

Cientistas da computação desenvolveram um programa de computador que consegue ver o futuro – alguns minutos no futuro.

Yazan Abu Farha e seus colegas da Universidade de Bonn, na Alemanha, desenvolveram um programa de autoaprendizagem que consegue estimar com um nível de precisão impressionante o tempo e a duração de atividades futuras – um futuro que cobre períodos de mais de três minutos, com boa precisão, e até cinco minutos com precisão aceitável.

O programa primeiro aprende uma sequência típica de ações, como cozinhar, assistindo a sequências de vídeo. Com base nesse aprendizado, ele então prevê em novas situações o que o cozinheiro deverá fazer em determinado momento.

“Nós queremos prever o tempo e a duração das atividades – minutos ou até horas antes que elas aconteçam,” destacou o professor Jurgen Gall, orientador do trabalho.

Com isso, um robô assistente, por exemplo, poderia passar os ingredientes assim que eles forem necessários, pré-aquecer o forno no momento certo, e ainda avisar o cozinheiro se ele está prestes a esquecer um passo da preparação ou a colocação de um ingrediente.

A equipe também vislumbra aspiradores de pó automáticos que sabem que não podem atuar na cozinha na hora da preparação das refeições e vai então limpar a sala.

Programa oráculo

Nós humanos somos muito bons em antecipar as ações dos outros. Para os robôs e computadores, no entanto, essa capacidade ainda está em sua infância. A vantagem é que eles são bem rápidos em aprender e não se entendiam durante as aulas.

Por exemplo, os dados de treinamento usados pela equipe estavam em 40 vídeos nos quais cozinheiros preparavam diferentes saladas. Cada uma das gravações tinha cerca de 6 minutos e continha uma média de 20 ações diferentes. Os vídeos também mostravam cronômetros, permitindo aferir o momento em que cada ação começou e quanto tempo demorou.

O programa de inteligência artificial “assistiu” a esses vídeos, totalizando cerca de quatro horas, sem intervalos. Com isso, o algoritmo aprendeu como as ações se encadeiam e quanto tempo cada uma delas dura. Parece fácil, mas não é nada trivial, já que cada cozinheiro tem seu próprio jeito de agir e as sequências variam dependendo da receita – para não complicar demais, a equipe só coletou vídeos de preparos de saladas.

Para testar se o programa havia mesmo aprendido a preparar saladas, a equipe o confrontou com vídeos que ele não havia visto antes. Depois de assistir entre 20 e 30% do vídeo, o programa devia prever passos que aconteceriam durante o resto do filme.

“A precisão foi superior a 40% para períodos de previsão curtos, mas depois caiu quanto mais o algoritmo tinha que olhar para o futuro,” contou Gall.

Para atividades mais de três minutos no futuro, o oráculo informático acerta cada vez menos, prevendo 15% dos passos com precisão conforme se aproxima dos cinco minutos no futuro – mas é importante ressaltar que os pesquisadores só deram o prognóstico como correto quando tanto a ação quanto seu tempo de duração foram corretamente preditos pelo programa.

Compartilhe a Verdade:


7
Deixe um comentário

Please Login to comment

Entre com:




6 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
5 Comment authors
João PedroAriel dos SantosJosimar LimaKaique FreitasJack waste Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Freit EDL
Membro

foda!!
meio que o robô aprende seu eco (do humano) e depois ele já sabendo o ciclo daquele eco sabe que volta e consegue prever..

Jack waste
Membro
Jack waste

vamos evoluir ainda mais

Josimar Lima
Membro

É muito bom ver que eles estão percebwndo o que ja sabemos … Assim wuando nos aceitarm pra comecar pela base da consciência teremos os maiores inventos em pouco tempo.

Josimar Lima
Membro

é bom ver os descobrir o que já sabemos assim quando nos aceitarem em seus corações humildemente aprenderam mais conosco pois falamos da base e essa base trará possibilidades infinitas tecnológicas para nós mesmos

João Pedro
Membro

a 4ª revolução industrial vai nos dar tempo de sobra para ir programando essa infinidade de coisas que vamos inventar, talvez seja magnifico por um bom tempo, até enjoar…

Ariel dos Santos
Membro
Ariel dos Santos

Muito bacana, nem imaginaria que algo assim poderia ser criado antigamente, ja hoje …kk. luz p’ra nós!

João Pedro
Membro

Os algoritmos podem aprender de uma forma magnífica, pois sempre se superam em questão de raciocínio lógico. São ferramentas muito úteis para se avançar em questão de tempo.