Prana – Técnicas de respiração

Compartilhe a Verdade:


Prana é a energia vital que tudo permeia, inclusive o ar que você respira é carregado de prana.
Esta energia vital é pura inteligência que pode ser qualificada e transformada naquilo em que você mais concentra sua atenção e emoção.

Temos consciência de que a respiração é autônoma.

Os ensinamentos védicos nos dizem que a respiração não consiste apenas de ar, mas ela é força vital, Prana, a energia orgânica que compõem as correntes dos corpos sutis.

Os corpos sutis são beneficiados com mais facilidade ao buscarmos o equibíbrio dos chakras, que inclui a força vital do corpo, o intelecto, a mente e o ego.

O Prana é gerado dentro dos Chakras centrais, os 7 centros de energia distribuídos ao longo da coluna vertebral.

A força vital de toda a criação, o Prana, faz com que a Terra gire em torno do Sol, e que a Luz orbite ao redor da Terra, numa compreensão linear do assunto.

O Prana movimenta o ar, a água, os nervos, as células de memória, e as marés oceânicas. É a base do pensamento e da consciência que habita dentro do corpo físico, e também a base de todas as criações.

A respiração consciente ajuda a acalmar a mente, para que nossos pensamentos possam entrar em harmonia com a intuição.

Bri Maya Tiwari, Caminho da Prática, pág. 28/29

O que é Prana?

 

Prana é a fonte de toda a energia no universo – são os átomos de luz que existem no Universo – e, como energia criadora universal é chamado de Grande Prana.

Todos nós vivemos de Prana, sem ele a vida na Terra não é possível, pois é o Prana que movimenta a luz no planeta.

O Prana está em toda a natureza, na água, no ar, na terra e no fogo – ele é parte da vida não visível, cuja vibração é puramente divina.

Ele entra em nosso organismo por meio dos raios solares, da água, da terra, das rochas e cristais, da respiração, das plantas e da alimentação (quando tiramos a alimentação pesada do organismo, o Prana é melhor aproveitado pelo corpo).

Esta energia sutil atua através de um mecanismo cujo ritmo é coincidente com o da respiração pulmonar.

Cada vez que inspiramos absorvemos Prana e, a cada expiração o distribuímos pelos vários órgãos do corpo sutil.

Os grandes centros de Prana são as glândulas e centros nervosos do corpo físico, bem como os respectivos centros de energia, os Chakras. As linhas de fluxo do Prana no duplo etérico formam um verdadeiro sistema de circulação, e é nele que se baseiam as técnicas do Yoga. Prana é a vida da vida, é a vida do Yoga e do Ayurveda (medicina indiana).

Prana também é a energia que circula pelo corpo e regula todas as funções corporais, é transformado em várias forças no corpo, e está envolvido em processos que garantem que vamos eliminar as coisas de que não precisamos mais.

Nessas forças ou cinco diferentes formas, cada Prana tem a sua própria função e área de ação no corpo, são diferentes correntes de energia chamadas Vayus (ventos), e cada um governa funções vitais no corpo – há uma relação direta entre bloqueios de energia nestes Vayus e doenças físicas.

Passamos grande parte de nossas vidas involuntariamente nos privando de oxigênio suficiente, e do Prana, a energia vital que acompanha uma boa respiração – e isso, é o que nos deixa em um estado energético e espiritual bastante empobrecido – por isso as práticas respiratórias dirigidas, reguladas e conscientes podem nutrir nosso espírito, ajudar a nos transformarmos e a curar-nos das feridas emocionais e espirituais – pois assim, extraímos uma quantidade maior de Prana que se armazena em nosso corpo e nos centros nervosos para ser utilizada quando for necessário.

Podemos armazenar Prana da mesma forma que os acumuladores armazenam eletricidade.

Mas… como gerar Prana através da respiração?

Os exercícios respiratórios para este controle são uma forma maravilhosa de aumentar a duração e a qualidade de nossa vida – os Pranayamas – exercícios de controle e extensão da respiração e, portanto, do Prana – eles são a tecnologia da respiração yogue, projetados para recolocar o fluxo respiratório em harmonia com os ritmos do universo.

Fontes: Baseado nos textos das apostilas dos Cursos de Formação em Yoga do Centro de Yoga Montanha Encantada Lílian e Joseph Le Page e do Curso de Formação da Maria Laura Packer.

Entenda o que é Prana

“O Prana alimenta o cérebro na medida em que controla o funcionamento do sistema nervoso.
O Prana é fundamental para o aumento da sua energia criadora.

Se você se sente estressado ou exausto com freqüência, talvez não esteja inalando prana suficiente.

Mas também pode ser que esteja desperdiçando seu Prana, seja por excesso de trabalho, ou porque deixa escapar passando muitas horas em frente ao computador ou à televisão, fica em lugares com ar condicionado ou usa micro-ondas.

Todas essas atividades esvaziam o prana.

Compare o cansaço que sente nessas situações, com a sensação energizante que tem quando fica em um lugar cheio de Prana– perto do mar, por exemplo.”

Swami Saradananda, Os Segredos da Respiração

 

Você pode exercitar o prana e aumentar seu poder através da prática do Pranayama, exercícios respiratórios que vão limpar sua energia e aumentar seu poder pessoal.

Você pode usar Mudras(veja nesse post do site: https://escoladelucifer.com.br/2018/09/13/mudras-para-meditao-os-gestos-de-poder/) para alcançar mais conexão com a energia vital em sua prática.

Pranayama quer dizer domínio de Prana ou energia vital. È uma prática de respiração que provoca em paralelo a absorção de Prana pelo corpo vital, através dos dutos Píngala e Ida e pelos chakras. Podemos ficar semanas sem comer e sem beber, dias sem dormir, mas sem respirar agüentamos no máximo alguns minutos, devido à interrupção de oxigênio e principalmente de Prana.

*Técnicas:

1. Método Quaternário, de quatro etapas, com uma mesma medida de tempo e sem abusos

Inspire pelas duas narinas, mentalizando o Prana entrando, como glóbulos de vitalidade de cor róseo-violácea;
Guarde o ar nos pulmões, mentalizando que o Prana está sendo absorvido:
Expire o ar pelas duas narinas, mentalizando o ar saindo sem Prana, com os glóbulos sem cor; e
Mantenha os pulmões sem ar, mentalizando que o Prana foi armazenado e sentindo mais vida. Notas :

Iniciar com um tempo fixo de 5 segundos para cada fase, contado mentalmente. Periodicamente tentar aumentar o tempo para 6 segundos, 7 segundos e assim sucessivamente, de forma natural e sem forçar, até chegar no tempo de 25 segundos. Este processo costuma demorar um ou mais anos para se atingido de forma natural, e o Prana vai sendo cada vez mais absorvido e em maior quantidade. Após chegar no estágio máximo, seguem-se etapas intensificadas que buscam os limites individuais, porém ainda sem exageros. Em cada pranayama devem ser feitos no mínimo 7 ciclos completos de 4 etapas.
A cada duas horas existe a mudança do momento de Píngala, onde a marina direita está totalmente aberta e a esquerda quase fechada, para o momento de Ida com a narina esquerda totalmente aberta e direita quase fechada. Após meses de prática de pranayama, deve-se procurar o momento de Susumna, onde as duas narinas estão igualmente abertas, isto provoca um equilíbrio nervoso muito mais intenso. Repare em sua respiração e você comprovará que estes ciclos ocultos de 2 horas realmente existem.

2. Método da Respiração Completa

Para ajudar, durante o dia faça algumas respirações completas sempre que possível (de 10 a 20). Nós usamos apenas 1/3 da capacidade pulmonar, e a respiração completa permite aumentar esta capacidade e uma maior absorção de Prana e vitalidade. É simples, mas respirar assim algumas vezes por dia, vitaliza e dá saúde :

Encha ao máximo os pulmões pelas narinas com a ajuda do diafragma, empurrando a barriga para fora e o ar para cima,
Com os pulmões 100% cheios, retenha o ar alguns segundos e depois expire pelas narinas.
Se você considerar os nossos ensinamentos do corpo vital e da energia Prana,
e se praticar fielmente o pranayama indicado, gradativamente você vai se sentir mais disposta(o), mais saudável e vitalizada(o). Nunca desista, pratique sempre o pranayama e a respiração completa, só assim, você poderá se beneficiar e comprovar as verdades ocultas, usando o seu próprio corpo como laboratório e sua mente como a grande pesquisadora e observadora. Os conselhos para proteção contra vampirismo consciente e inconsciente de outras pessoas, são práticos e dão muito resultado, pois fazem parte dos conhecimentos usados pelos ocultistas no dia a dia, enfrentando as influências de locais e de pessoas.

Três exercícios de respiração básicos que você praticar sozinho:

1. Respiração coerente – Adhama Pranayama

Respiração anti-depressiva (3)

 

Se você tiver tempo para aprender apenas uma técnica de pranayama, deve ser essa.

Em uma respiração coerente, o objetivo é respirar em um ritmo de cinco respirações por minuto, o que geralmente se traduz em inalação e exalação até a contagem de seis.

Se você nunca praticou exercícios de respiração antes, talvez você precise trabalhar com esta prática lentamente, começando pela inalação e exalação até a contagem de três e então ir progredindo até a contagem de seis.

1. Sentado, de pé ou deitado, coloque as mãos na sua barriga, na altura do umbigo.

2. Inspire pelas narinas lentamente, expandindo sua barriga, até a contagem de cinco.

3. Pausa.

4. Expire pelas narinas lentamente até a contagem de seis.

5. Seguindo o seu ritmo tente praticar esse padrão por 10 a 20 minutos por dia.

2. Respiração anti-estresse – Kapalabhati Pranayama

Respiração anti-depressiva (2)

Quando sua mente está correndo ou você se sente tenso, tente essa respiração, que tem o benefício adicional de fortalecer seu core.

1. Sente-se diretamente no chão ou na borda de uma cadeira, mantenha a coluna ereta.

2. Coloque as mãos na sua barriga.

3. Ao inalar pelas narinas, seu abdômen deve ir se projetando a frente.

4. Expire de uma vez só, expulsando todo o ar pelas narinas, puxando o umbigo pra dentro.

5. Repita a inalação, seguida exalação vigorosa 20 vezes.

3. Respiração energizante HA – Pranayama

Respiração anti-depressiva (1)

1. Fique em pé, cotovelos dobrados, palmas voltadas para cima.

2. Ao inalar, vá com os cotovelos para trás, as palmas continuam voltadas para cima.

3. Então a exalação acontecerá pela boca, como se você falasse um “HA” em voz alta, a exalação deve acontecer de forma rapida, enquanto exala empurre as palmas para a frente e girando-as para baixo.

4. Repita de 10 a 15 vezes.

Existem outras técnicas de pranayamas alternados, que somente são praticadas em processo de iniciação, vale a pena pesquisar.

BOA PRÁTICA!

Luz pr’a nós;

 

 

Compartilhe a Verdade:


13
Deixe um comentário

Please Login to comment

Entre com:




10 Comment threads
3 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
11 Comment authors
Jucemar MelloAriel dos SantosJoão PedroPriscila Ferreira dos SantosKaique Freitas Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Josimar Lima
Membro

Incrivel como as civilizações sempre falaram de formas diferentes da mesma coisa e a maioria não percebe né !

Pedro Saints
Membro
Pedro Saints

muito boa matéria, me acrescentou bastante , ainda mais com a ultima sobre os mudras
luz p’ra nós!

Membro

Muito bom, irei praticar. Essa matérias agregam muito. Luz pra nós!

Douglas Ceron
Membro

Só de ler o post já senti um relaxamento. Incrível como as sintetizações incorporam quando estamos alinhados na mesma causa.
Muito obrigado pelo compartilhamento, mestra e irmã!
Lux for us!

Thiago Galhas
Membro

Grande post, irmã. Mais do que pertinente esses ensinamentos. Grato por compartilhar!

Freit EDL
Membro

Ótimas técnicas, importantes demais! Ainda mais para a respiração que é intrínseco a vida. Em um reino justo aprenderemos isso desde criança.

João Pedro
Membro

Cara, pensei a mesma coisa, imagina esses exercício passados desde o ensino fundamental. Seria algo lindo.

Freit EDL
Membro

De fato irmão. A escola de consciência Luciferiana é isso. Desde Crianças já interagindo com a base da luz,energias, compreensões das cores, o átomos e suas camadas, pra desde já nos alinharmos a simetria justa dentro da possibilidade teatral de cada ser desfragmentado de Deus ali naquele espaço-tempo. Luz pra nós!!

Priscila Ferreira dos Santos
Membro
Priscila Ferreira dos Santos

Amei, só conhecia uma das técnicas, essa em pé é bem interessante. A cada dia que passa o site se supera. Matérias de alto nível! Vou compartilhar, com certeza um conteúdo que vai enriquecer muita gente. Adorei os GIFS ilustrativos!

João Pedro
Membro

A técnica HA Pranayma parece ser direcionada a casa de Ra. kk
Obrigado pelo post. Luz pra nos!

Ariel dos Santos
Membro
Ariel dos Santos

Começarei a praticar :3. Ótimo post, parabéns, luz p’ra nós!

Jucemar Mello
Membro
Jucemar Mello

Nossa que ótimas técnicas! Era exatamente isso que eu precisava. Para prática de meditação um bom exercício simples de respiração faz toda diferença!