seg. maio 17th, 2021

Por que a maconha foi proibida ao redor do mundo?

Compartilhe a Verdade!

Compartilhe a Verdade:


Purple Haze – Embora tenha se popularizado pela música de Hendrix, a Purple Haze é uma strain que faz sua própria fama. Com tonalidades que podem atingir o púrpura, e cristais de tricomas que tendem a ser incríveis, ela é considerada uma variedade clássica entre os connoisseurs do mundo canábico.

 

Nos últimos anos, países como Estados Unidos, Uruguai e Holanda mudaram suas legislações e passaram a autorizar o consumo de maconha tanto para fins recreativos quanto medicinais. Essas nações, entretanto, são absolutamente minoritárias em relação às leis adotadas pela maior parte do planeta. 

No Brasil, por exemplo, o uso de Cannabis é crime, mas desde 2006 não há pena de prisão para uso pessoal — ainda que caiba ao juiz avaliar a quantidade que corresponda ao “consumo pessoal”. Atualmente, algumas famílias também têm conseguido na Justiça o direito de importar remédios com canabidiol, uma das substâncias derivadas da planta.

Mas afinal, por que a maconha foi proibida? A história vai além do clichê de que ela faz mal à saúde. Até porque, se esse fosse o caso, a lista de proibições seria longa. Na verdade, os motivos misturam preconceito com minorias, interesses de indústrias e moralismos religiosos que condenam a noção de prazer sem merecimento.

Tudo começou nos Estados Unidos. Nos anos 1920, com a famosa Lei Seca que proibia a produção e comercialização de bebidas alcoólicas, a maconha, que até então era restrita a minorias mexicanas, entrou na vida de muita gente. O problema é que o chefe da Divisão de Controle Estrangeiro do Comitê de Proibição, Henry Aslinger, tornou a guerra contra as drogas quase uma missão pessoal. E se aproveitou de boatos de que a maconha induzia à promiscuidade e ao crime para dar início à perseguição da erva

 

Henry Aslinger

 

Depois que o álcool voltou a ser permitido, em 1930, o governo criou o Federal Bureau of Narcóticos (Departamento Federal de Narcóticos), para combater o uso de cocaína e ópio. Aslinger se tornou chefe do FBN e incluiu a maconha na lista de substâncias proibidas.

Há desconfianças, porém, de que Aslinger tinha mais do que sede de poder e ódio às drogas, e teria sido motivado por outros interesses. Um deles era o de servir as indústrias que lucrariam com a destruição de indústrias do cânhamo, fibra obtida da Cannabis que pode ser usada na fabricação de tecidos, papel, cordas, resinas e combustíveis. É claro que petrolíferas e fabricantes de fibras sintéticas não gostavam nada da ideia de disputar mercado com produtores da fibra vegetal

A erva, aliás, está no cerne da história moderna do Brasil. É que as caravelas portuguesas que chegaram ao país em 1500 eram feitas de fibra de cânhamo — a palavra maconha em português, por sinal, seria um anagrama da palavra cânhamo.

No início da colonização, o cultivo da planta era inclusive incentivado pela Coroa Portuguesa. Com o passar dos anos, o consumo da maconha como substância psicoativa passou a se disseminar entre escravos e índios. Mas ninguém parecia se preocupar muito com isso. No fim do século 19, seu uso passou a ser recomendado por médicos no tratamento de bronquite, asma e insônia.

Não durou muito. A partir de 1930, muito influenciado pelos Estados Unidos, o Brasil começou a reprimir o uso de maconha, e a associá-la ao preconceito racialo consumo de Cannabis se tornou uma forma de criminalizar a população negra, historicamente marginalizada. 

 

 

Fonte: [Revista Galileu]

 

 666

Veja tmbm:

 

666

terito logo

acesse:

Escola de Lucifer
Círculo EDL
Unebrasil

Livro Lucifer

Unebrasil.net
Quero Vencer
Congresso Online

Luz p’ra nós!

666

Compartilhe a Verdade:


5 1 vote
Article Rating

Compartilhe a Verdade!

Entre com:





Subscribe
Notify of
18 Comentários
Most Voted
Newest Oldest
Inline Feedbacks
View all comments
Silvia Cristina Rodrigues
14/03/2021 10:31 pm

Os tradicionais rótulos, criados pela sociedade! Mais a vdd é outra né…do porque não liberam! Luz p’ra nós

Diego Costa
15/03/2021 5:53 am

No fim a proibição se resume a mero preconceito

Pedro Silveira Goulart Cassiano
15/03/2021 6:21 am

Valeu Dayllon,luz pra nós!

Beatriz Belato
15/03/2021 10:40 am

Luz p’ra nós

José
15/03/2021 2:22 pm

Luz pra nós

Priscila Ferreira dos Santos
15/03/2021 3:00 pm

Muito bom saber desses fatos históricos, a perseguição à erva tem que acabar! Luz pra nós

Jeferson Vinicio
15/03/2021 4:24 pm

Luz p’ra nós!

Williams Rodriguez
15/03/2021 5:28 pm

Luz pra nós!


Shirley Oliveira
15/03/2021 7:20 pm

Luz p´ra nós irmão.

Macauley Shivaya ''Mago''
15/03/2021 9:09 pm

Luz para nós!!

Arlete Lima
16/03/2021 11:26 am

É uma proibição baseada em muita hipocrisía. Luz pra nós!

Bruno Davi Moquiute
16/03/2021 7:36 pm

Luz para nós!!!

José Ricardo Dos Santos
17/03/2021 8:16 am

Luz p’ra nós.

Leonardo Moreira
19/03/2021 4:56 pm

Gratidão.
Luz P’ra Nós!

Matheus Rocha
28/03/2021 5:35 pm

Luz pra nós!

error

Seja caminho para a Verdade

18
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x
Pular para a barra de ferramentas