sex. out 18th, 2019

Plana e Redonda – Reta e Circulo

Compartilhe a Verdade:


Saudações, mestres, alunos e visitantes.

 

Graças ao nosso grande mestre Bob Navarro, temos a honra de acessar o pleno conhecimento, a verdade que tanto buscávamos, através da intuição/sensação, e da racionalidade/lógica. Ou seja, ambas características, que como sabemos, são as duas polaridades de Deus. E é entre esses extremos, que o “show” acontece.

Quando constatamos que a dualidade já é o princípio de tudo o que existe, ou seja, o paradoxo que gera o movimento; finalmente podemos entender o que é, e como funciona a Trindade, que é “justamente” a soma desses dois polos. Tese, antítese e síntese. Eis a base de tudo… Deus: pai, filho e espírito santo. Que como sabemos, continua a sua fragmentação até o 7/12, que interpretamos como os demais Deuses, que obviamente são reflexos do mesmo.

Quando compreendemos todo esse processo, compreendemos tudo, logo, isso inclui a questão sobre o formato da terra, obviamente. Enfim, nem estava em meus planos escrever tudo isso, que o mestre Bob já nos deixou claríssimo, nos “mínimos e macros detalhes”.

Mas deixo essa introdução, enfatizando, para os visitantes, ou recém chegados que ainda não compreenderam, “sintetizaram” todo esse processo, e por ventura ainda podem ter dúvidas sobre a questão “terra plana ou esférica”.

Portanto, para você que ainda não entendeu, entenda, de uma vez por todas, sugiro que clique no link que deixei no final deste post; o curso gratuito “Proibido no Sistema”, onde há uma série de vídeos sobre esse tema, e muito mais!


 

Terra plana ou redonda?

 

O papo é reto

Vamos ver se você está desperto

Terra plana ou redonda

Qual formato é o certo?

Se você se permite duvidar

No mínimo é esperto

Pois quem não para pra pensar

Se questionar

Da verdade, não chega nem perto

Então preste bem atenção

Essa resposta está lá no princípio da criação

Quando Deus bolou um plano perfeito

Pra dominar a escuridão

Traçando um caminho simétrico

Pra não voltar a estagnação

Desde que se destacou do vazio do nada

Ele constatou que o reto é a melhor opção

Afinal, seguir em frente

É sempre o mais coerente

Quando o passado é pura queimação

Mas pra colher o alívio da caminhada

Ele precisou engendrar uma jornada

Um trajeto com 7/12 paradas

Pontos e retas

Que formam seu esqueleto

O que chamamos de geometria sagrada

Cada ponto é um fragmento seu

Uma companhia

Pra mantê-lo distraído

Pois sendo tudo

Ele sabe que não pode ser nada

Na solidão não há distração

É daí que ele vê

Que é benéfica a separação

Porque é justamente a mesma

Que propicia a união

Ou seja, um paradoxo

É nessa palavra que você deve se atentar

Pois é justamente o paradoxo

Que permite a tudo criar

Sendo oposto ao nada que o faz queimar

E por consequência, se movimentar

Então sabendo que tudo é um

Mas é dois ao mesmo tempo

Foque bem nesse momento

Pois nesse ponto, você já é o três

Que mantém esse movimento

Pai, filho e espírito santo

Eis a santíssima trindade

Agora pra fechar

Se religue a plena verdade

Desde já, ciente de que tudo é dualidade

Não há reta sem circulo

Nem circulo sem reta

É como arco e flecha

Toda reta

Gera automaticamente um circulo ao seu redor

Um campo de expansão diante do vazio

Então a partir de agora saiba isso de cór

Reta e circulo coexistem

Como quente e frio

Reta é lógica, razão

Circulo é emoção, sensação

É assim que funciona

Tudo é energia

Nós é quem damos a forma

Que decidimos o que será plasmado, materializado

Logo, a terra pode ser plana ou redonda

Depende da nossa visão

Partícula ou onda

Qual é a sua opção?

Lembre-se que tudo é interpretação

Que varia de acordo com a nossa percepção

Pura cognição

Caso contrário, só haveria um monte de átomos

Vagando sem direção

Então reconecte-se a fonte

Pois nada é em vão

Tenha humildade

E vai ver que é óbvia, a verdade

E você foi só mais um tolo

A fim de vencer uma discussão

Pra alimentar o próprio ego, a vaidade

Defendendo uma realidade que é pura ilusão

Só pra se sentir o dono da razão

Então pra finalizar

Eu disse que o papo é reto

Mas agora você sabe

Que também é circular

Atente-se ao paradoxo

Jamais deixe de lembrar

Portanto, no fim das contas

Digo que a terra é uma Tórus

Lhe desafio a pesquisar

Seja inteligente

Questione

Use sua mente

Antes de julgar

Afinal, é só quando reconhecemos um erro

Que finalmente podemos acertar.

 

Gratidão.

Luz p’ra nós!



Curso Proibido no Sistema (gratuito) e outros: https://www.escoladelucifer.com.br/cursos-escola/

 

Ajudemos o nosso reino, irmãos!

Quem puder, adquira produtos na loja: https://www.escoladelucifer.com.br/loja/

Seja doador / Compre Téritos: https://www.escoladelucifer.com.br/seja-doador/

Torne-se membro: https://www.escoladelucifer.com.br/seja-membro/ 

Essa é a hora!

Compartilhe a Verdade:


24
Deixe um comentário

Please Login to comment
12 Comment threads
12 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
13 Comment authors
Admin bar avatarJúlio CésarCarlos HenriqueDeborah HggJonathan Muniz Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Matheus
Membro
Matheus

Luz pra nós

Miryam Yoshiko
Admin

Perfeito poema irmão!! <3

Admin bar avatar
Membro
Richard Maquiavel

Excelente.
Luz p’ra nós!

Márcio Henrique
Membro

Luz pra nós!

Arthur Luighe
Membro
Arthur Luighe

LUZ P’RA NÓS 🍏

Gustavo Kraemer
Editor

Aí sim!
Grato pela síntese irmão
Luz pra nós!

Fábio souza
Membro
Fábio souza

Luz Pra Nós

Jonathan Muniz
Admin
Jonathan Muniz

Luz p’ra nós!

Deborah Hgg
Membro

Muito bom irmão. Gosto demais da maneira com que faz uso das palavras para descrever a Obra maravilhosa, uma harmônica e simétrica dança quântica. Sempre algo inteligente e surpreendente! Seu papo reto e circular, demonstrando toda a magia do criar. Muito obrigada! Luz pra nós!

Carlos Henrique
Membro
Carlos Henrique

Como sempre irmão, Magico de mais.

Júlio César
Membro
Júlio César

Ficou top demais irmão, c tem o dom da poesia. Luz p’ra nós!

Admin bar avatar
Membro
Henrique Barboza Vaz

Sempre com ótimos poemas. Obrigado, irmão!