Orca que carregava o corpo de seu filhote morto por mais de 2 semanas finalmente separa-se

Compartilhe a Verdade:


Uma orca batizada de J35 finalmente deixou de carregar seu filhote morto, o qual ela vinha empurrando com a cabeça por pelo menos 17 dias e quase 1,6 mil km pela costa noroeste do Pacífico. A demonstração de luto sem precedentes atraiu a atenção de todo o mundo.

O triste espetáculo foi um grande exemplo, e confirmação, da complexidade emocional desses sofisticados cetáceos, dizem os especialistas.

Outras orcas, e animais similares como golfinhos, já foram vistos passando por um aparente luto, mas essa foi, de longe, a demonstração mais longa já registrada.

J35, apelidada de Tahlequah, é um membro de quase 20 anos de idade do amplamente estudado tanque J de baleias assassinas residentes do sul que, com sua grande família de animais em extinção — junto com os tanques K e L — habitam uma enorme território que inclui as águas de Seattle, Vancouver e Victoria, na Colúmbia Britânica.

Pesquisadores temiam que essa “cerimônia” poderia prejudicar seriamente a saúde de J35, mas, felizmente, ela parece ter passado por ela sem nenhum ferimento físico. “Imagens digitais feitas por telefoto da costa mostram que essa mãe parece estar em boas condições físicas”, informou o Center for Whale Research.

 

Compartilhe a Verdade:


1
Deixe um comentário

Please Login to comment

Entre com:




1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Fabi Aurelio Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Fabi Aurelio
Membro
Fabi Aurelio

Luz pra nós .🐋🐋🐋