O corpo humano e suas interações com as bases da natureza #circuloedl

Compartilhe a Verdade:


A Vida se inicia a partir da dualidade, luz/escuro, movimento/estagnação, Yin/Yang, ovulo/espermatozoide, dando origem ao terceiro reflexo, a consciência, o corpo.
A interação desses polos opostos ecoam vida, que se desdobrando e desdobrando nos origina, consciências vivas em corpos vivos.
Dentro de nós se manifesta todas as leis cósmicas, todos os principais elementais e todos os anseios de autorrealização da natureza.
Sendo assim, vemos nosso corpo como fragmentos de uma mesma luz, vemos que nosso espírito é uma particular divina, feito olhos de Deus, que através de nossa individualidade se manifesta.
Em nosso corpo existem os mesmos padrões presentes na natureza, no universo, na geometria sagrada, nas fases de formação de uma galáxia á formação da vida humana. Todas em sincronia.

Diversos povos milenares trazem estudos aprofundados sobre o corpo humano, as civilizações mais desenvolvidas como Egito, India, Japão, China, Incas e Maias, tem conhecimento sobre o corpo humano que ultrapassa nossa ciência e medicina de hoje em dia, que mais criam doenças do que curas.
Através de estudos sobre as artes ancestrais da cura temos hoje a medicina alternativa, que alem de entender o corpo com mais profundidade, cura as doenças de forma menos prejudicial ao corpo e ao meio ambiente.

Trago aqui em resumo meu breve entendimento sobre o corpo humano e sua interação com as bases da natureza:

Nós temos o costume de acreditar que nosso corpo é feito de sistemas isolados, que não se relacionam entre si, aprendemos na escola o básico sobre o funcionamento do nosso corpo e acreditamos que o conhecimento acaba ali. Mas pouco entendemos sobre a complexidade de nosso corpo, e como tudo aqui dentro funciona, alem do físico, alem do visível. Por baixo de nossa pele está o mistério.

Como entendemos aqui na Escola de Lucifer, a real escola, a vida se desdobra em Reinos Eternos, no qual cada um está expresso em nosso corpo:
Reino Mineral – Ossos – sensação de grupo, espaço.
Reino Vegetal – Artérias/Veias, sangue – expansão/comunhão com os elementos
Reino Animal- Forma o corpo com mais de um sistema e órgãos mais desenvolvidos – autonomia sobre as escolhas/bases do ego
Reino Humano – Consciência/Lógica – domínio com precisão
No reino humano damos forma a todos os reinos anteriores, colocamos na linha do tempo nosso desenvolvimento e agora podemos nos auto-compreender, perceber a geometria sagrada criadora de toda vida, dentro da limitação da lógica humana.

Com o entendimento do corpo além do físico, percebemos com mais profundidade como os sistemas do nosso corpo se interligam e formam uma teia perfeita em um organismo equilibrado.
As 7 leis herméticas dizem muito sobre como interagimos com o universo e como o micro e o macrocosmos são reflexos perfeitos, mostrando que na verdade, o micro está dentro do macro, o macro é composto de vários microcosmos e assim a vida se recicla. Como nossas células microcósmicas, nascendo e morrendo o tempo inteiro para manter o macro que é o nosso corpo.
Seguindo as 7 leis sagradas presentes em tudo, expressas em nós temos os 7 corpos:
Físico
Etérico (vital)
Astral
Mental
Causal (alma humana)
Consciência (alma divina)
Espírito
Seguindo as 12 correlações dos sentidos temos:
-5 sentidos físicos
Olfato
Audição
Paladar
Tato
Visão
-7 suprefisicos
Clarividência
Clariaudiência
Intuição
Telepatia
Consciência astral
Recordação de vidas passadas (acesso aos registros akashicos)
Polividência

Para os Hindus ha 7 centros de energia, os 7 chakras que correspondem as 7 cores, as 7 principais glândulas do corpo e as 7 áreas de nossa vida:
Chakra Básico ou Raiz – Elemento Terra, cor vermelha, glândula supre renal, está relacionado ao plano material, absorção de energia telúrica, nos permite viver no plano terrestre em equilíbrio, noção de sobrevivência, espaço e pose. Manifesta-se na estrutura do corpo como ossos, músculos, quadris pernas e pés.
Chakra Esplênico ou Sexual – Elemento Água, cor laranja, glândulas de reprodução, está conectado à procriação e a sexualidade, influência no nosso o potencial de criação, a autoestima e a alegria de viver. Manifesta-se em toda área genital e urinaria.
Chakra Plexo Solar ou Umbilical – Elemento Fogo, cor amarelo, glândula pâncreas, relaciona-se a personalidade, ao poder pessoal, a forma como nos relacionamos, responsável pelas emoções inferiores. Manifesta-se no abdômen e influência a postura.
Chakra Cardíaco – Elemento Ar, cor verde, glândula timo, corresponde aos sentimentos e a expressão de compaixão, é o chakra responsável pelo equilíbrio dos outros, pois está no centro. Manifesta-se no sistema cardiorrespiratório e localizado na região do peito.
Chakra Laríngeo – Elemento Ether, cor azul, glândula tireoide, centro da expressão e comunicação, pois está entre o coração e a mente, direciona a energia de criação, relaciona-se a organização. Manifesta-se nas vias respiratórias, localiza-se na garganta e estende-se aos braços e mãos, que são ferramentas para a expressão de uma ideia e sua materialização.
Chakra Frontal – Todos os elementos, cor índigo, glândula hipófise, influência todos os comandos do corpo, além da lógica e raciocínio, capacidade de aprendizagem, intuição, visão e percepção. Conhecido como terceiro olho, está localizado entre as sobrancelhas e manifesta-se na cabeça.
Chakra Coronário – Todos os elementos, cor violeta, glândula pineal, influencia na compreensão do todo, consciência do espírito, a sabedoria inerente ao reconhecimento do divino, e também é o canal que nos conecta ao plano espiritual. Localizado no topo da cabeça.
Os Hinduístas copilaram seus estudos sobre o corpo humano dentro da Medicina Ayurvédica e na Anatomia Oculta.

 

Mais a fundo ao Oriente, temos na cultura Japonesa e Chinesa um imenso estudo sobre o corpo humano, com o resultado de diversas medicinas criadas para manter a saúde do corpo e previnir doenças, mantendo o equilíbrio do Qi (energia vital presente no nosso corpo e em tudo que tem vida). O entendimento do corpo no extremo Oriente foi canalizado através da observação da natureza e seus ciclos, pelos povos mais antigos.
Dentro da Medicina Tradicional Chinesa (MTC) ha uma relação entre a dualidade inicial, Yin e Yang, e o corpo com os 5 elementos da natureza, com cada sistema do nosso corpo, cada fase de nossa vida, pertencendo a um elemento e uma estação do ano.
As emoções, sentimentos e a consciência na MTC são expressas em todos os órgãos, cada órgão emana energia para determinada situação, de dentro para fora (exemplo: o Fígado trabalha em situações que a emoção raiva se manifesta), e as vísceras, que são órgão ocos por dentro, como o estômago e os intestinos, estão relacionados a nossa maneira de digerir a vida, de fora para dentro.
Na acupuntura temos 12 meridianos principais no corpo, 6 órgão e 5 vísceras (+ um par energético), que formam pares entre si e constituem uma teia energética por todo o corpo, conectando a energia de todos os órgãos e vísceras e as espalhando para todo o corpo. Como o sangue que se espalha e nutre cada célula, cada tecido e cada órgão do corpo através das veias e artérias, os meridianos, que são veias energéticas, nutrem nosso corpo de Qi (energia) especifico de cada órgão e víscera.

Os 5 elementos na MTC e a relação entre os órgãos e vísceras são diferentes da nossa perspectiva Ocidental:
Elemento Madeira – Representa a estação da primavera, é o nascimento do Qi, tem energia expansiva, relaciona-se com nossa criatividade, tem a energia forte como a fúria, expressa a polaridade Yang mínimo. Seu órgão é o fígado e sua víscera a vesícula biliar. O fígado é responsável pelo controle e expressão das emoções, tem a função de planejamento energético, armazena nutrientes liberando-os nos momentos necessários, fazendo a manutenção do sangue e do Qi, produz líquidos vitais que são armazenados na  vesícula biliar, que age através do controle de secreções e hormônios, equilibrando a energia que sera dispersada no corpo e distribuindo nutrientes.
Elemento Fogo – Madeira é lenha para o fogo, representa a estação verão, aonde o Qi está em crescimento, a infância, ascendência, tem a energia de agitação do fogo, relaciona-se com nosso autocontrole, pois um fogo alastrado queima tudo, e um fogo baixo não aquece. Tem a energia Yang máximo e expressa a alegria de viver. Seu órgão é o coração e sua víscera o intestino delgado, o coração e o intestino delgado controlam e absorvem o Qi, transmitindo-o em todo o corpo. O intestino delgado recebe e encerra a matéria alimentar, absorve nutrientes que são positivos para o corpo e jogam para o sangue, que ao ser bombeado no coração, se espalham por todo o corpo. O coração absorve informação da nutrição psíquica-espiritual, controla as emoções, a afetividade e expressa-se através do Verbo (espírito, consciência, mente).
Elemento Terra – As cinzas do fogo formam a terra, que representa o apse das estações, é o alto verão, aonde o Qi tem a energia de transmutação presente na terra, que transforma a semente em fruto, a puberdade, expressa o poder de reflexão e preocupação (amadurecer ideias, da criança ao adulto). É o centro entre os polos Yin e Yang, no seu estado perceptivo é uma energia cíclica. Representa a junção dos órgãos Baço-Pâncreas e como víscera o estômago. O baço/pâncreas é responsável pelas secreções digestivas como a saliva e o suco pancreático (fermentação dos alimentos) e está relacionado à fadiga e a ansiedade psicológica, a capacidade de digerir a vida. O estômago recebe e transforma os alimentos e controla o mecanismo do apetite (a busca do que necessitamos).
Elemento Metal – Nas profundezas da terra está o metal, representa a estação outono, que é o resultado da transformação, o ser adulto, a colheita, energia de contração, se manifesta em retraimento, tristeza, aonde o frio começa a se manifestar, tem a energia Yin mínimo. Seu órgão é o pulmão e sua víscera o intestino grosso, os dois absorvem e eliminam substâncias do corpo, e essa troca é vital, é a reciclagem. O pulmão absorve a energia Qi do ar através da circulação (inspiração) e purifica o organismo através da respiração (exalação), expressa o relacionamento do mundo interior com exterior. O intestino grosso absorve líquidos vitais como a água, auxiliando na função dos pulmões, sendo a agua direcionada ao oxigênio que inspiramos para transforma-lo em líquido, elimina resíduos sólidos do corpo e também psicológicos.
Elemento Água – A água nasce entre as rochas, manifesta a estação do inverno, representa o recolhimento, o armazenamento de energia, a preparação para o frio. A água é o condutor básico da vida, simboliza a fluidez, a capacidade de purificação, limpeza, e a adaptação, com Yin máximo, representa a velhice. O órgão representado é o rim e a víscera, a bexiga. O rim filtra o sangue, purificando-o e produzindo urina, mantendo o equilíbrio dos líquidos do corpo, o rim também relaciona-se ao instinto de sobrevivência a produção de hormônios sexuais, no rim está armazenado nosso Jing (energia ancestral). A bexiga armazena a urina produzida no rim e a elimina, completando a ação de equilíbrio, relaciona-se com o sistema nervoso autônomo. A agua nutre a arvore.

Vemos que existe uma perfeita ligação entre nossos sistemas internos com os ciclos da natureza, e como um faz parte do outro, o ser humano sendo o resultado do trabalho da natureza para se desenvolver, e através da observação da mesma entendemos um pouco da complexidade de nosso corpo e da obra de Deus a nossa volta, como tudo interage e se manifesta.

Os Chineses também se aprofundaram no estudo sobre os microssistemas do corpo humano, conectando o corpo inteiro em pequenas partes que o expressam, como se uma parte do todo, pudesse expressar o todo, vemos isso na reflexologia existente nos nossos pés, nas mãos, e nas orelhas que são as areas reflexas mais comuns, e também vemos no abdômen, nas costas e na face.
Percebemos a interação de macro e microcosmos através dos microssistemas do nosso corpo.
Isso ocorre por que o sistema nervoso é composto por uma grande teia de nervos, que captam e levam informação para todo o corpo, o centro desse sistema é o cérebro, sua ramificação a coluna vertebral, da qual partem nervos para todos os órgãos, todos os membros e todas as partes de nossa pele, criando assim as areas reflexas, que através desse sistema conectam o macro (corpo como um todo) com o micro (partes do corpo).

       

 

Deixo aqui alguns exemplos dessa interrelação existente em cada parte do corpo:

 

No ser vivo, a ação de uma parte do corpo sobre a outra não depende de maior ou menor proximidade, mas sim de sua similaridade. Todas as partículas semelhantes entre si, por mais longe que estejam, respondem naturalmente a uma mesma influencia, que se propaga uma na outra.

Espero ter sido clara para resumir e unir esses estudos sobre o corpo e o universo em geral, agradeço aos irmãos que deram atenção, esse é meu primeiro post no site, nós alunos estamos contribuindo com tudo que podemos para ajudar e emanar mais vida ao Reino! Junte-se a nós! Saiba usar toda essa energia de seu corpo para algo maior que você, o Reino de amor e justiça! Acompanhe as matérias e a #circuloedl para sintonizar com que o feminino traz em sua essência. Não esquecem de ajudar hoje, cada clique um tijolo no reino!

Luz pra nós!

Compartilhe a Verdade:


25
Deixe um comentário

Please Login to comment

Entre com:




24 Comment threads
1 Thread replies
1 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
24 Comment authors
Aurélio 🇧🇷 ❄Caroline Fernandes RímoliDaniela CristinaPedro SoraVictória Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Admin bar avatar
Membro
Richard Maquiavel

Post com muito conteúdo e informação.
Parabéns irmã
Luz p’ra nós!

Fábio souza
Membro
Fábio souza

Haux Amor, parabéns pelo trabalho!
Luz pra nós!

Samuel Rodrigues
Membro

post incrível! Os arquivos akhasticos ou akasha seria o plasma ou a própria torus, ou espirito, tudo uma coisa só. Luz p’ra nós

Arthur Luighe
Membro
Arthur Luighe

Por isso acredite que uma boa massagem também ajuda bastante nas circulações energéticas do corpo. Parabéns muito interessante essa “biogênese”

ivan
Membro
ivan

otimo…mto bom post…bem informativo….luz pra nos

Rogerio Souza

muita informação interessante. parabéns irmã;

Miryam Yoshiko

Falou o mesmo que eu

Ronaldo Vieira
Membro

Luz p’ra nós!

Luna Yashiki
Membro

toppp!! luz p nos <3

Thiago Galhas
Membro

Belíssimo post, irmã. Parabéns pela síntese e grato pelo compartilhamento.
Luz p’ra nós!

Membro

Post repleto de coteudo!!!

Obrigado irma!!!

Luz pra nos!!

(Alleyn)
Membro

Essa postagem é uma linda manifestação do feminino

Camila Ribeiro
Membro

Post riquíssimo. Parabéns irmã!

Miryam Yoshiko

Post magnífico, com bastante informações interessantes irmã! Parabéns!
Luz p’ra nós!

Admin bar avatar
Membro
Wellington Nascimento

Luz p’ra nós!

Jonathan Muniz
Jonathan Muniz

Luz p’ra nós!

Gabriel Morcillo
Membro
Gabriel Morcillo

Luz pra nós!

Deborah Hgg
Membro

Irmã, ficou muitoooooo massaaaaaa, que post fodástico!!!! Obrigada por isso s2. Num vejo a hora de ler mais coisas suas! #circuloedl. Luz pra nós!

Arlete Lima
Membro
Arlete Lima

Parabéns pelo post, Luz pra nós!

Victória
Membro

Gratidão 🙏🏽
Luz pra nós!

Pedro Sora
Editor

Luz p’ra nós

Daniela Cristina
Membro
Daniela Cristina

parabéns irmã, eu amei a didática do texto, foi bem simples e objetivo!
um conteúdo muito completo, me ajudou bastante!
luz pra nós <3

Caroline Fernandes Rímoli
Membro
Caroline Fernandes Rímoli

Muito bom texto! Tenho encontrado muita luz também nos estudos da Medicina Antroposófica… Luz pr’a nós, irmã!

Aurélio 🇧🇷 ❄
Membro
Aurélio 🇧🇷 ❄

Ótimo post. Gostei muito. Luz p’ra nós!