sex. set 20th, 2019

Israel aprova plano para reocupar Gaza (Maior prisão do mundo)

Compartilhe a Verdade:


Na foto: Palestinos inspecionam destroços depois que aviões de combate israelenses realizaram ataque aéreo em direção a um prédio pertencente ao Hamas, na cidade de Gaza, em 15 de março de 2019.

 

O Exército israelense de ocupação propôs um plano para reocupar a sitiada Faixa de Gaza durante qualquer futura ofensiva, informou ontem a Al-Khaleej Online .

O plano foi aprovado 14 anos após o desligamento unilateral de Israel do enclave costal.

O site de notícias Wallah , que é próximo à inteligência israelense, disse que o plano foi preparado quando Gadi Eisenkot era o chefe de gabinete, enquanto seu antecessor, Aviv Kofach, o aprovou.

O site de notícias informou altos oficiais militares israelenses dizendo: “O Hamas pode incendiar a região e fazer um grande confronto se os entendimentos da trégua falharem”.

A Faixa de Gaza sofreu um cerco de mais de 12 anos nas mãos de Israel, com o apoio do Egito e da comunidade internacional. Bens, comida, ajuda, materiais de construção e outros itens essenciais não foram autorizados a entrar na Faixa de Gaza e os palestinos cercados igual animais ficaram impossibilitados de sair, nem mesmo para ter acesso a cuidados médicos.

A Federação Geral dos Sindicatos Trabalhistas Palestinos informou no ano passado que, como resultado do cerco, o desemprego no enclave quase dobrou para 50%, subindo de 27,2% antes de 2007.

Um relatório divulgado pela ONU no mês passado levantou preocupações de que a Faixa está “se desenvolvendo” mais rápido do que o previsto, de tal forma que o  prazo de 2020,  segundo o qual se dizia que Gaza seria “inabitável”, já pode ter chegado.

A Faixa de Gaza também foi atingida por Israel em três grandes ofensivas;  Guerras de 20082012 e 2014. Estes transformaram o enclave costeiro em uma pilha de escombros.

Em sua guerra mais recente, 2.251 pessoas foram mortas e mais de 11.000 ficaram feridas. Durante a “ Operação Protective Edge ”, pelo menos 20.000 edifícios foram destruídos no bombardeio israelense, ou reduzidos a escombros ou tornados inabitáveis, incluindo mesquitas, igrejas, hospitais e escolas.

Em fevereiro, o ministro da Habitação Palestina revelou que dez por cento das casas destruídas durante o bombardeio israelense ainda não haviam sido reconstruídas.

Quem são os terroristas verdadeiros? 

 

Luz pra nós!!

Compartilhe a Verdade:


2
Deixe um comentário

Please Login to comment

Entre com:




2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors
Pedro SaintsSayler Céfas 666 Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Sayler Céfas 666
Membro

Isso sim é de fato um verdadeiro campo de concentração!
o Maior do Mundo..

Pedro Sora
Editor

Acham que são os unicos seres vivos importantes, é realmente lamentável