Hamas não é vilão, eleve sua percepção

Compartilhe a Verdade:


Chefe do Hamas: ‘Queremos que o mundo ouça de nós, não sobre nós’

Foto: Chefe do escritório político do Hamas, Ismail Haniyeh discursa na reunião do Conselho Nacional da Palestina em 30 de abril de 2018 [Mohammed Asad / Monitor do Oriente Médio]

Durante uma reunião com repórteres estrangeiros, o chefe do Movimento de Resistência Islâmica (Hamas), Ismail Haniyeh, delineou na quinta-feira os objetivos e prioridades de seu movimento.

Queremos que o mundo escute, nos ouça sobre a ocupação israelense”, disse Haniyeh aos repórteres no início da reunião, que foi simultaneamente traduzida para o inglês.

Nós só queremos dar uma narrativa verdadeira sobre os crimes israelenses, que equivalem a crimes de guerra, incluindo assassinatos, detenções, apagando identidades, assentamentos, uso de força letal contra civis e manifestantes pacíficos”, disse ele.

Dando exemplos sobre os crimes de Israel, ele disse: “Em Jerusalém, há o julgamento injusto dos palestinos, a demolição de casas criminosamente, a divisão da Mesquita Al-Aqsa, impedindo que nossos irmãos cristãos cheguem à Igreja do Santo Sepulcro.

Na Cisjordânia, além dos 100 pontos de controle, assentamentos, o muro de separação, a ocupação israelense está dividindo-a em pedaços, interrompendo a possibilidade de estabelecer um estado palestino contíguo.”

Sobre esses crimes, ele disse: “A ocupação israelense está ignorando todas as resoluções internacionais e continua construindo assentamentos ilegais para trazer mais colonos judeus. Indo além disso, agora está planejando anexar esses assentamentos”.

Ele continuou: “Gaza está sob um cerco de 13 anos por causa de sua escolha democrática; no entanto, as eleições que levaram o Hamas ao poder foram monitoradas por órgãos internacionais, incluindo o Carter Center.

Gaza foi submetida a quatro ofensivas militares israelenses que resultaram em milhares de mortes, feridos e incapacitados. Durante essas ofensivas, a ocupação israelense usou armas proibidas internacionalmente ”.

Grande Marcha do Retorno

Em relação à economia, Haniyeh disse: “O cerco imposto a Gaza resultou em muito sofrimento, restringindo a liberdade de movimento de estudantes, pacientes e todos em Gaza. Em resposta, os palestinos pensaram em todos os meios para romper o cerco, incluindo a Grande Marcha de Retorno (GMR).

Milhares participaram do GMR pacificamente, mas a ocupação judaica enfrentou-os com munição real e matando deliberadamente – mais de 300 mártires, ferindo e mutilando milhares de pessoas.

Organismos internacionais descobriram que as forças de ocupação israelenses usavam força letal, mas seus aliados ocidentais ignoraram todos esses relatórios. A ocupação israelense ignora esses relatos e continua seus ataques, visando tudo na Palestina. ”

Entendimentos em perigo

Não poupamos esforços para acabar com o cerco a Gaza, incluindo os entendimentos em andamento”, disse ele. “Nós nos apegamos a esses entendimentos, permanecemos comprometidos em acabar com o sofrimento de nosso povo em Gaza para proporcionar uma vida decente para nossos filhos, mulheres e jovens, bem como para evitar qualquer agressão israelense contra nosso povo”.

Haniyeh disse que os entendimentos em curso estão sendo mediados pelo Egito, Catar e ONU e “o Hamas respeita esses lados e respeita sua mediação”.

Da mesma forma, a ocupação israelense também deve respeitar essa mediação. “Mas a ocupação está aparentemente desrespeitando esses entendimentos, recusando-se a cumprir seus termos. Eles estão agora em perigo de entrar em colapso.

Palestinos em (Israel)

Sobre os palestinos na Palestina ocupada em 1948 (Israel), Haniyeh disse: “Eles estão sofrendo discriminação e apartheid. A última forma de discriminação e apartheid é a Lei do Estado Judeu, que significa anular os direitos dos palestinos e descartar sua história.

Esta lei visa deslocar todos os palestinos que os forçam à Cisjordânia, à Faixa de Gaza ou a qualquer outro lugar ”.

Diáspora palestina

Haniyeh disse: “Há mais de sete milhões de refugiados palestinos que foram privados de se unir com seus parentes, retornando para suas casas.

Por ocasião do Dia Internacional dos Refugiados, enfatizamos que todas as tentativas de cancelar o Direito de Retorno não serão bem sucedidas ”.

Haniyeh condenou o silêncio internacional sobre os crimes de ocupação israelenses contra os palestinos.

Prioridades do Hamas

Sobre as prioridades do Hamas, Haniyeh disse: “Baseado em ser um movimento de resistência e parte do povo palestino e no fato de acreditar na democracia, o Hamas está comprometido em restaurar a unidade palestina. “Estamos prontos para fazer todas as concessões necessárias para alcançar a unidade, mas não para conceder qualquer coisa relacionada aos nossos princípios políticos”, disse ele.

Sobre como alcançar a unidade, Haniyeh disse: “Realizando eleições, formando um governo de unidade nacional, rearranjando e reconstruindo a OLP para incluir o Hamas, a Jihad Islâmica e todas as facções”.

Ele disse que o acordo do século proposto pelos EUA (Articulado por sionistas falsos judeus nas sombras da casa branca) representa uma ameaça à causa nacional palestina, dando luz verde para anexar a Cisjordânia e manter o bloqueio de Gaza. Por isso, é rejeitado.

Haniyeh também se referiu à Conferência de Manama e às tentativas de transformar a causa palestina em questão política e econômica apenas. “Nós rejeitamos a Conferência de Manama e sua tentativa de se tornar uma porta de entrada para a normalização dos laços com Israel”.

Conclusão: Precisamos parar de repetir o que a televisão e mídias de informação digitais falam ser a verdade pelos seus portais grandiosos e “oficiais”. Toda a mídia corporativa global de topo é comandada, gerida, patrocinada e coordenada por tentáculos judaicos do sionismo. Os verdadeiros judeus que me desculpem, me perdoem, mas nada é mais evidente que este emparelhamento que está vigente no modelo atual do teatro tido como realidade. 

No final das contas, podem conferir e fazer o contraste; desde que você nasceu, vai dizer que alguma vez foi falado bem do povo palestino nesta situação qual eles vivem lá? Jamais! Sempre é mostrado que a vítima é Israel, sempre! Jamais se mostra a totalidade dos fatos em veículos grandes de informação. Mas isso está mudando e por mais chocante que possa ser para sua concepção e realidade, na maioria dos casos, os vilões vendidos para nós aqui o ocidente e do mundo inteiro, são os verdadeiros guerreiros contra estas pragas sionistas.

A verdade está aqui na EDL. Acompanhem nosso site, leiam as matérias, permita-se compreender por mais que ressoe contrário ao seu atual saber do porque o mundo está como está. Pode parecer desesperador, mas sem dúvida nenhuma nossa liberdade e senso de justiça para mudar o mundo inteiro de maneira plena e eficaz dependem deste discernimento e ligação de pontos quais somente aqui são feitos com maestria por nossos mestres e pelo nosso Grande Bob Navarro.

Acesse nossos cursos, ajude nossa loja. Faça a diferença em um mundo que precisa despertar. Sua luta é conosco. Unidos somos mais fortes!

Vida longa à verdade viva! Bendito seja o verbo vivo de Deus.

Luz pra nós!

Compartilhe a Verdade:


7
Deixe um comentário

Please Login to comment

Entre com:




7 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
7 Comment authors
San MarquesBruna SollaraJonathan Muniz(Alleyn)Deborah Hgg Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Josimar Lima
Editor

Salve mestre e irmão, os verdadeiros vilões dão sorte de Deus ter misericórdia deles e terem o rei que não reconhece pois cristo os salva através dos cristãos ingênuos…

Miryam Yoshiko

Que as vozes das vítimas de Israel sejam cada vez mais ouvidas!!
Luz p’ra nós!

Deborah Hgg
Membro
Deborah Hgg

Isso que estão fazendo (novamente e repetidamente) é um verdadeiro crime contra a humanidade. E agora a desculpa deles são os palestinos e o “terrorismo” inventado deles. Eles são os verdadeiros terroristas e eu peço pelo dia que a Justiça sobreponha toda essa injustiça e eles tenham o seu julgamento e pena merecidos! Eles podem usar as armas que quiserem, jamais irão conseguir apagar a Verdade! Obrigada pelas informações, Luz p’ra nós!

(Alleyn)
Membro

Vai fesoronar tudo que esses ratos construiran! #freepalestina

Jonathan Muniz
Jonathan Muniz

Luz p’ra nós!

Bruna Sollara
Membro
Bruna Sollara

Luz pra nós!

San Marques
Membro

Muita distorção na mídia mundial.
Obrigado por essa matéria.
Luz!