Em 2018, finalmente a máscara de Israel caiu

Screenshot 1 - Em 2018, finalmente a máscara de Israel caiu

Compartilhe a Verdade:


Tendo cimentado sua natureza apartheid em lei, Israel está criando uma cobertura legislativa para o ato de anexar formalmente os territórios ocupados de maneira ilegal e violenta, além dos limites reconhecidos do Estado.

2018 não foi um bom ano para Israel. Foi ainda pior para os palestinos, claro.

De maneira simples, não foi apenas um ano assombroso e dramático para os judeus e falsos judeus cabalistas – foi muito mais do que isso, sem novas grandes guerras, e sem muito derramamento de sangue se você comparar com a maioria dos anos anteriores. As coisas pareciam congeladas lá. A ocupação continuou sem impedimento pela ocultação destes fatos perante a mídia sionista, da mesma forma que o empreendimento perante os assentamentos. Gaza tentou resistir com força de dentro de sua gaiola miserável e sub-humana, usando seus poderes insignificantes e limitados, podendo ser citados como paus, pedras e fogo.

O mundo não desviou os olhos da ocupação pela falta de disseminação das verdadeiras notícias, como costumava fazer nos últimos anos, e muitos descobrindo a verdade e se unindo a justiça, se concentraram inteiramente em divulgá-las para o mundo.

Os israelenses, como o resto do mundo, não se interessaram pela ocupação, como fizeram há décadas. Eles silenciosamente continuaram com a vida cotidiana e foi bom, próspero. O objetivo do atual governo – o mais de direita supremacista e extremista em todos os sentidos, religioso e nacionalista da história da falsa Israel – focaram em manter o status quo em todos os sentidos, isso foi alcançado na íntegra. Nada aconteceu para interferir na ocupação forte de cinco décadas até então.

Seria um erro grave, no entanto, pensar que tudo permaneceria igual para sempre. Não há nada de status quo sobre ocupação ou apartheid, mesmo que às vezes pareça assim “legal” não seja lincado perante tantas incoerências e reais injustiças perante os palestinos e não judeus de maneira geral.

2018 foi o ano em que a infra-estrutura legislativa foi posta em prática para o que está por vir. Lenta e seguramente, com uma lei após a outra, a base legislativa foi colocada para a realidade que já existe na prática há muito tempo. Algumas propostas legislativas evocaram uma discussão, às vezes até em desacordo estridente – mas isso também veio para elucidar o absurdo que este dito País vem impondo ao resto dos que o cercam por força e interesses privados de controle.

Seria um erro abordar cada nova iniciativa legislativa, por mais drástica e antidemocrática, separadamente. Cada um faz parte de uma série calculada na totalidade, fatídica e perigosa. Seu objetivo: a anexação formal dos territórios, começando com a Área C. Tornar todas submissas as “leis” israelenses.

Até agora, a base prática foi colocada. A Linha Verde foi expurgada há muito tempo, os territórios anexados de fato forçosamente. Mas isso não é suficiente para a direita, que concluiu que, para tornar a ocupação permanente, medidas legais e legislativas apropriadas também devem ser tomadas. Legais? ta bom…

Primeiro, eles construíram assentamentos em terras roubadas dos palestinos expulsando os pobres seres de suas terras. Agora, neste território roubado, residem mais de 700.000 judeus, inclusive em Jerusalém Oriental, para criar uma realidade irreversível nos territórios. Esse empreendimento está completo e a vitória dos colonos e de seus apoiadores é clara e inequívoca até então. O objetivo dos assentamentos – frustrar qualquer perspectiva de estabelecer um estado palestino nos territórios ocupados em 1967, e tirar a solução de dois estados da puta – isso foi totalmente cumprido; eles venceram até aqui. Agora, eles pretendem que essa realidade irrevogável também seja ancorada na lei, para neutralizar a oposição à anexação.

Em contrapartida, todo este hesito acarretou em um certo despertar de muitos seres ao redor do mundo. Criando um ambiente no qual o questionamento se faz vivo pela coerência, e as pessoas estão revendo os conceitos que lhes tinham sido vendidos até então pelo povo judeu como perseguido em todos os aspectos. Porquê? Pra quê? Quais seriam os REAIS motivos? Seriam realmente eles perseguidos no decorrer dos séculos e milênios apenas por serem de fato judeus ou porque algo maior e oculto se esconde sob o caráter duvidoso dos que se corromperam e os que originalmente sempre se julgaram superiores aos não judeus?

O mundo está acordando e a verdade por si só triunfará. Quando as pessoas tiverem o discernimento de que tudo está interligado com os problemas do mundo e todas as desgraças que o sucedem intimamente com este povo pivô, certamente uma grande rebelião acontecerá. Isso é certo? Quando? Quem sabe! Mas a possibilidade de revolta mundial e todas as nações se voltarem contra Israel está escrita no livro mais sagrado que existe, e para quem sabe interpretá-lo pela verdade e profundamente, fica claro que é apenas questão de tempo. Que livro seria este?  A BÍBLIA!

 

Ajudem no merch, por gentileza. Tenha certeza que esta luta é em prol de algo muito maior que todos nós e pela nossa verdadeira retomada aos mais profundos entendimentos do sentido de Liberdade.

Luz pra nós!

5
Deixe um comentário

Please Login to comment

Entre com:




5 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
4 Comment authors
Admin bar avatarAdmin bar avatarAdmin bar avatarMarcio Alves Otero Barco Juntor Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Admin bar avatar
Membro
Henrique Barboza Vaz

A falsa Israel será cercada! Ta no Apocalipse cristão! Luz pra Nós!

Admin bar avatar
Membro
Henrique Barboza Vaz

Eu fiz parte do Sistema Religioso por anos e anos, mas apenas com os desdobramentos do Bob fui entender a Bíblia. O Sistema Religioso manipula totalmente a interpretação das Escrituras tanto cristãs quanto judaicas!

Marcio Alves Otero Barco Juntor
Membro
Marcio Alves Otero Barco Juntor

Luz pra nós

Admin bar avatar
Editor

Magnífico irmão obrigado por compartilhar a sua perspectiva me ajudou muito a conectar certos pontos q ainda não tava enxergando!

Muito obrigado mestre!

Admin bar avatar
Membro
Richard Maquiavel

As luas de sangue ja anunciava a queda, e o ressurgimento de um “novo mundo.” luz pra nós