Eleitor de Bolsonaro que ameaçou matar negros é expulso de universidade

Compartilhe a Verdade:


No dia da votação do primeiro turno das eleições, Pedro Baleotti divulgou um vídeo racista para defender o voto em Jair Bolsonaro.

A história repercutiu e depois de ter sido suspenso e perdido o estágio, a Universidade Presbiteriana Mackenzie anuncia a expulsão do aluno do curso de Direito.

No vídeo, Pedro aparece indo votar em sua cidade natal, Londrina (PR), gritando que iria matar os negros“Essa negraiada vai morrer! Vai morrer! Capitão, levanta-te, o povo brasileiro precisa de você”. O estudante de direito continua os xingamentos, “armado com faca, pistola, o diabo, louco pra ver um vadio, vagabundo com camiseta vermelha e já matar logo”.

Assim que soube da notícia, a universidade divulgou nota condenando a atitude do aluno, “tais opiniões e atitudes são veementemente repudiadas”. Não foi suficiente, dias depois o pátio da instituição de ensino foi tomado por estudantes membros de coletivos negros e outros alunos que exigiam a expulsão de Pedro Baleotti. Deu certo.

A notícia do desligamento do autor do vídeo racista foi celebrada pelo coletivo Afro Mack nas redes sociais.

“Agradecemos todos que endossaram a luta, que compareceram aos protestos e se indignaram com o racismo presente na ação do aluno. Pedimos que continuem a se indignar e apoiar pessoas e coletivos negros (as). A referida decisão demonstra a seriedade e o compromisso da universidade no combate ao racismo. O que é de suma importância não somente para comunidade mackenzista, mas para toda sociedade”.

 

Compartilhe a Verdade:


2
Deixe um comentário

Please Login to comment

Entre com:




2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors
DaviPablo Hernandez Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Pablo Hernandez
Membro

E se fosse um negro ameaçando um branco? poderia continuar na faculdade? quantos negros apontam a arma na cara dos brancos? quantos destes ficam impunes? não estou defendendo o branquelo, mas quando é um branco vira mídia/novidade/sensação, quando é um preto é cotidiano ou é considerado um pobre coitado excluído da sociedade hipócrita.

Davi
Membro
Davi

Racista mesmo são os judeus, que eram senhores de escravos, e também traziam escravos, esse ai é o famoso testa de ferro kkkkk, mas fora isso, muito boa a matéria.