Duas crianças morrem em incêndio após Israel bloquear passagem de Bombeiros

criancas 1024x683 - Duas crianças morrem em incêndio após Israel bloquear passagem de Bombeiros

Compartilhe a Verdade:


Duas crianças palestinas foram mortas em um incêndio em sua casa em Hebron, na Palestina ocupada ilegalmente por colonos judeus, depois que as autoridades israelenses impediram a brigada de incêndio do Corpo de bombeiros em chegar a tempo para salvá-las.

Os dois filhos – um deles com apenas 18 meses de idade – foram queimados até a morte em um incêndio em sua casa no bairro de Al-Salaymeh, na cidade velha de Hebron, na Cisjordânia ocupada ilegalmente por Israel. Um deles foi dado como morto na noite passada, enquanto o segundo sucumbiu às queimaduras recebidas nesta manhã depois de receber tratamento de emergência no hospital do governo de Hebron. Um terceiro filho, considerado o irmão de uma criança morta, também sofreu queimaduras graves no incidente e permanece em tratamento intensivo, de acordo com o diretor do hospital, Dr. Walid Zalloum.

Os nomes das três crianças não foram libertados formalmente, mas o site de palestinos Palestine Today nomeou os dois que foram mortos como Wael Al-Rajabi, de quatro anos, e sua irmã Malik, de 18 meses de idade. O porta-voz da polícia local, coronel Loai Arziqat, confirmou em comunicado que duas crianças morreram, mas não ofereceu mais informações.

Embora os serviços de emergência fossem chamados, a brigada de incêndio foi impedida de chegar ao local por soldados israelenses. Em um vídeo filmado ontem às 21:50, horário local (19:50 GMT), o carro de bombeiro pode ser visto tentando dirigir por uma rua estreita, onde um caminhão para na estrada obstruindo o caminho, enquanto os moradores locais imploram aos soldados israelenses estacionados lá para “abrir o portão rapidamente, para as crianças”.

Os soldados israelenses, no entanto, não cederam aos pedidos dos espectadores, atrasando a resposta dos serviços de emergência e impedindo-os de chegar à propriedade. A causa do fogo permanece desconhecida.

Não é incomum israel restringir o acesso dos serviços de emergência aos palestinos quando estes tem necessidade. De acordo com a Medical Aid for Palestinians (MAP), citando a crescente necessidade de atendimento pelos palestinos, desde 2015, desde sempre, Israel impediu que ambulâncias cruzassem postos de controle em 123 ocasiões. Além disso, houve 386 ataques contra equipes da cruz Vermelha nos territórios palestinos ocupados ilegalmente por judeus (OTP) durante o mesmo período, além de 105 ambulâncias danificadas.

Em dezembro, soldados israelenses atiraram em uma criança palestina, impedindo-o de receber tratamento médico potencialmente necessário para salvar sua vida; A criança morreu logo depois. Mahmoud Nakhle, de dezessete anos de idade, foi baleado quando as forças israelenses suprimiram protestos em torno do campo de refugiados de Al-Jalazun, próximo a Ramallah, na Cisjordânia ocupada. Poucos minutos depois, os soldados afugentaram uma ambulância palestina, ameaçando o motorista com seus rifles e não dando a Nakhle os primeiros socorros. Só depois de quase uma hora os soldados permitiram que uma ambulância fosse convocada, mas Nakhle morreu a caminho do hospital.

Quem são os animais imundos? Quem são os malditos terroristas?

Existem fatos que mostram a verdade para quem quiser enxergá-la. Chega de ser imbecil e se acovardar perante a mesma. Que seja feita a vontade de nosso senhor perante tantas injustiças, pois na hora certa, os humilhados serão exaltados.

Lux heil!!

1
Deixe um comentário

Please Login to comment

Entre com:




1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Juan Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Juan
Membro
Juan

Pelo menos aqui ficamos um pouco cientes do que acontece lá e a mídia sionista não mostra

Luz pra nós