“Democratas” do Minnesota procuram desafiante para Ilhan Omar

GettyImages 1092288064 1024x683 - "Democratas" do Minnesota procuram desafiante para Ilhan Omar

Compartilhe a Verdade:


Na foto: O representante dos EUA Ilhan Omar (D-MN) escuta durante uma coletiva de imprensa sobre medicamentos prescritos em 10 de janeiro de 2019 no Capitólio em Washington, DC. 

Os democratas de Minnesota querem remover a deputada Ilhan Omar do cargo depois que ela apontou e desmascarou o lobby pró-Israel e sua influência na política nos EUA.

De acordo com Hill , oficiais do partido local que ficaram “ofendidos” com os comentários de Omar estão procurando alguém para enfrentar Omar nas próximas primárias democratas, mas ainda não encontraram um candidato para preencher seus cargo à altura.

O senador Ron Latz, do Minnesota, disse: “Há definitivamente um burburinho por aí, mas é mais um zumbido de alguém falar sobre encontrar alguém para correr contra ela do que se alguém disser que vai correr contra ela ou pensar nela. Definitivamente falamos sobre pessoas querendo que alguém corra contra ela. ”

LEIA: Em carta aberta, os judeus americanos saem em apoio de Ilhan Omar

Steve Hunegs, diretor executivo do Conselho de Relações Comunitárias Judaicas de Minnesota e Dakotas, disse em comunicado: “Nossa comunidade está exasperada pelas promessas não cumpridas do Representante Omar de ouvir e aprender com os eleitores judeus, aparentemente ao mesmo tempo encontrar outra oportunidade de fazer Observação semítica e insultar nossa comunidade. ”
– Desgraçado hipócrita!

No entanto, a vereadora de Minneapolis, Andrea Jenkins, expressou seu apoio a Omar.

“O apoio é muito forte para a congressista Omar”, disse Jenkins, “mas certamente há alguma acrimônia. Eu acho que as pessoas sentem que ela está sendo injustamente alvejada. ”Ela continuou apoiando a reeleição de Omar.

Em fevereiro, Omar foi criticada por tweets nos quais criticava a influência do Comitê de Assuntos Públicos dos EUA (AIPAC) sobre os funcionários eleitos dos Estados Unidos – tanto dos democratas quanto dos republicanos. A oradora da Câmara, Nancy Pelosi, pediu a Omar que se desculpasse.

Em seu pedido de desculpas, Omar disse que “o anti-semitismo é real e agradeço aos aliados e colegas judeus que estão me ensinando sobre a dolorosa história dos tropos anti-semitas”.

“Minha intenção [nunca] foi ofender meus eleitores ou judeus americanos como um todo. Temos que estar sempre dispostos a recuar e pensar nas críticas, assim como espero que as pessoas me ouçam quando outras pessoas me atacarem por minha identidade. É por isso que eu peço desculpas inequivocamente ”, disse ela.

AIPAC é conhecida por se gabar abertamente do poder e influência que tem em Washington, e gasta US $ 4 milhões por ano fazendo lobby junto aos representantes no Congresso.

Os candidatos presidenciais democratas e Senadores Bernie Sanders , Elizabeth Warren e Kamala Harris saíram em apoio a Omar, e os judeus americanos assinaram uma carta aberta de apoio aos seus comentários sobre o AIPAC, dizendo que o lobby não os representava.

Judeus verdadeiros vão apoiar a verdade, irão compor os 144 mil. E a verdade por sua vez deixa claro e limpo o fato de que: verdadeiros judeus não apoiam este sistema apodrecido e supressor comandado do topo ao chão por FALSOS JUDEUS SIONISTAS. Sim, estes mesmos, Dos Rotschields, Rockfeller e Soros, até os escalões mais baixos, como, por exemplo, Silvio santos os quais usam o judaísmo como escudo para se defenderem da acusação perante fatos que os desmascaram e os incriminam pelas regalias e poder incomum que tem na sociedade perante os demais. Chega de tanta farsa. A verdade ecoando mais uma vez.

 

Cliquem a vontade. A vitória já é nossa. A vitória é DEUS.

Luz pra nós.

Deixe um comentário

Please Login to comment

Entre com:




  Subscribe  
Notify of