qui. nov 14th, 2019

De olho no Irã, EUA abrem mais uma base militar no Oriente Médio

Compartilhe a Verdade:


Os Estados Unidos fecharam um acordo estratégico com Omã no domingo, que autoridades dos EUA dizem que permitirão que os militares dos EUA acessem melhor a região do Golfo e reduzam a necessidade de enviar navios através do Estreito de Ormuz, um ponto de estrangulamento marítimo do Irã.

embaixada dos EUA em Omã disse em um comunicado que o acordo regia o acesso dos EUA a instalações e portos em Duqm, bem como em Salalah, e “reafirma o compromisso de ambos os países de promover metas de segurança mútua”.

O acordo é visto através de um prisma econômico de Omã, que quer desenvolver o Duqm enquanto preserva seu papel neutro, como a Suíça, na política e na diplomacia do Oriente Médio.

Mas isso acontece à medida que os Estados Unidos se tornam cada vez mais preocupados com os programas de mísseis em expansão do Irã, que melhoraram nos últimos anos, apesar das sanções e da pressão diplomática dos Estados Unidos.

Uma autoridade dos EUA, falando sob condição de anonimato para a Reuters , disse que o acordo foi significativo ao melhorar o acesso aos portos que se conectam a uma rede de estradas para a região como um todo, dando grande resistência aos militares americanos em uma crise.

“Costumávamos operar com base no pressuposto de que poderíamos apenas entrar no Golfo”, disse uma autoridade dos EUA, acrescentando, no entanto, que:

a qualidade e a quantidade de armas iranianas levantam preocupações.

No passado, Teerã ameaçou bloquear o Estreito de Ormuz , uma importante rota marítima de petróleo na foz do Golfo, em retaliação a qualquer ação hostil dos EUA, incluindo tentativas de deter as exportações de petróleo iranianas por meio de sanções.

Ainda assim, o funcionário dos EUA observou que o acordo ampliaria as opções militares dos EUA na região para qualquer tipo de crise.

Duqm é a porta ideal para grandes navios. É grande o suficiente para virar um porta-aviões, disse um segundo oficial.

“O porto em si é muito atraente e a localização geoestratégica é muito atraente, novamente fora do Estreito de Ormuz”, disse o funcionário, acrescentando que as negociações começaram sob o governo Obama.

Apenas mais uma fase se desenrolando no que já foi mostrado aqui na escola, seja em postagens, seja pelo Mestre Bob. Todos os Países que tentarem defender sua soberania perante os tentáculos do dólar sionista judaico serão perseguidos. Não precisa ser gênio para enxergar o óbvio, basta se desprender da vontade do EGO em estar certo e conseguir com estre livramento, conceber a verdade. 

Ajudem no merch. Gratidão, galera. Bendito seja o verbo vivo de Deus. Luz pra  nós.

Compartilhe a Verdade:


2
Deixe um comentário

Please Login to comment
2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors
Admin bar avatarjúlio césar Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Júlio César
Membro
Júlio César

Estão querendo resolver rápido. cambada de judeus talmudistas

Admin bar avatar
Membro
Henrique Barboza Vaz

Luz pra nós!