Cortes na Educação. Uma questão orçamentária?

Compartilhe a Verdade:


Muito tem se discutido nos últimos dias os motivos que levaram o atual governo a tomar certas atitudes impopulares que acabaram gerando muita revolta em vários lugares do Brasil. Com as tentativas de se aprovar a reforma da previdência e de se fazer cortes na educação, o governo tenta passar uma imagem de que não vem poupando esforços para arrecadar dinheiro para união, desde vender estatais a cortar despesas dos estudantes, tudo está em jogo para Paulo Guedes… Exceto alguns detalhes que ele aparentemente não quer que você saiba e por isso vamos expô-los aqui a seguir.

 

       Em um discurso neoliberal já antigo, Paulo Guedes e seus discípulos voltam a afirmar,  como era feito nos tempos de Michel Temer com a PEC 241, que existe um teto orçamentário da união e que os gastos do governo não podem ultrapassar a esse teto, e que por isso é necessário fazer cortes em diversos setores, pois  o limite não pode ser extrapolado. Um prato cheio para o eleitorado Bolsonarista que se gaba por saber somar, mas ainda não conseguiu encontrar razões para se arrepender de seu voto e busca desesperadamente uma forma de estar do lado certo da história.

       Por isso não vou dizer que a conta dos Bolsominions está errada, afinal somar deve ser uma das únicas coisas que eles conseguiram fazer até agora… Realmente não tem como gastar mais que o teto da união, uma conclusão óbvia que alguém até mais novo que o  rapaz de 15 anos que se segue poderia chegar sozinho, afinal se você tem 3,5 chocolatinhos, não adianta querer comer 4 não é mesmo Weintraub?.

 

 

NEOLIBERALISMO CORROMPE MENTE DE JOVENS BRASILEIROS

 

       Bom, o grande problema do vídeo acima não é a entonação a lá Bolsonaro na qual o adolescente que sequer deve ter ingressado ainda em um sistema superior de ensino apresenta essa questão, mas sim o fato dele representar uma onda Neoliberal propagada por canais Anarco-captalistas, defensores das ideias econômicas da Escola Austríaca baseadas no individualismo de Adam Smith que por sua vez acaba corrompendo a mente de pessoas inteligentes e bem-intencionadas. Essas pessoas culpam o Governo por todo o mal do povo, fazendo-as crer que um Estado Mínimo (ou quem sabe nenhum estado) e um livre mercado seriam a solução para os problemas sociais contemporâneos, pois segundo essa visão, com as inovações tecnológicas e a defasagem de tecnologias mais antigas concomitante as inovações, os produtos defasados ( que uma vez eram inovações) vão se tornando mais baratos e acessíveis aos mais pobres, e isso elevaria ambas as classes rica e pobre a uma ascensão social conjunta, e em algum tempo até mesmo os mais pobres teriam acesso a Saúde, educação, justiça e outros serviços dispostos de maneira privados e de “qualidade” segundo eles. E só tendo um estado mínimo seria possível alcançar o tão sonhado livre mercado neoliberal, sendo a livre competição trazida por essa entidade “livre mercado”  o responsável pelas inovações tecnológicas ainda segundo essa visão.

       É claro que essa é uma lógica fácil de concordar, vendo a atual conjuntura da situação política do país não é difícil entender como essa teoria acaba levando tantas pessoas para o erro. A nação Brasileira e principalmente os jovens já não acreditam mais na política, pois é fácil de ver como tudo segue outros interesses que não o benefício da nação em si, o que os fazem culpar o Estado e se apegarem a essa lógica neoliberal de estado mínimo, afetando até mesmo áreas estratégicas que dizem respeito a soberania nacional, como é o caso da economia.  Acontece que acreditar que o livre mercado promoveria uma ascensão de classes em conjunto frente as inovações tecnológicas constantes gerada pela livre competição entre as empresas não é só um pensamento imaturo que faz algumas pessoas pensarem que os Anarco-captalistas vivem no mundo dos Ursinhos Carinhosos ao invés de estarem em um verdadeiro seringuete, como o  professor Hélio Couto gosta de se referir ao Capitalismo com poucos ou nenhum limite, mas é também um pensamento muito perigoso.

       Imaturo e perigoso porque como o livre mercado impediria a formação de monopólios, oligopólios e Dinastias? Como um mercado sem leis impediria um mega empresario até mesmo de outro país controlar o mercado interno e impedir a ascensão de microempreendedores brasileiros? Como um livre mercado impediria o indivíduo mais rico da sociedade de ser ele mesmo a lei? Como o livre mercado impediria a exploração e a evasão de recursos naturais brasileiros? Como um País garantiria sua soberania com um livre mercado deixando que nossas riquezas sejam exploradas e usadas em benefício de outra nação que não o Brasil? Como o País seria soberano, tendo suas riquezas dominadas e exploradas por oligopólios estrangeiros?  Entendem agora como o neoliberalismo põem em risco a soberania Nacional? Ou acaso um mega-empresário bem-sucedido deixaria seu império que a séculos vem sendo sustentado por sua família ser ameaçado por um microempreendedor com uma ideia inovadora de alta escalabilidade? O Livre mercado para ser livre de verdade, precisa ser regulado para poder garantir uma competição justa entre as empresas, gerando automaticamente uma figura de Estado, e é esse paradoxo que torna insustentável os ideais Neoliberais.

 

       Mas antes que leitores menos informados queiram discutir se os indivíduos mais ricos da sociedade iriam ou não querer se unir e formar um império controlado pelas finanças, é preciso alerta-los para um fato que já vem sendo amplamente estudado e divulgado pelos mestres e alunos aqui do portal EDL e que vem sendo discutido cada vez mais pelo senso comum. Esse controle dinástico já acontece a mais de 200 anos, desde a criação do Federal Reserve por um grupo de famílias Sionistas conforme provamos na obra de Bob Navarro – Lúcifer, onde a verdade é a lei e em diversos artigos aqui do site.

 

 

       O que os neoliberais precisam entender na verdade é que o mal funcionamento do Estado não é culpa da existência do mesmo, na verdade um dos motivos desse mal funcionamento é o mesmo motivo que faz o neoliberalismo ser uma péssima escolha de sistema econômico (que diga a Argentina), que são os interesses das grandes corporações privadas estrangeiras que através do dólar exercem seu poder dominando e corrompendo tanto o mercado interno quanto a política nacional, financiando os políticos que mais lhe interessam, para que esses promovam benefícios em troca do financiamento de sua campanha eleitoral. E amigos, não há benefício maior para eles que a implementação de um sistema econômico neoliberal, pois esse via de regra tem como política a privatização de empresas nacionais e a abertura de mercado interno.

       As privatizações geralmente são feitas por valores ínfimos quando comparados ao valor real dessas empresas, como foi o caso da Vale do Rio doce  privatizada pelo governo de Fernando Henrique Cardoso em 1997 por R$ 3,3 Bilhões de reais, enquanto valia mais de R$ 100 bilhões. Apenas 3,3 % de seu valor real. Já a abertura do mercado para empresas estrangeiras a priori parece bom, pois dá aos consumidores produtos importados usualmente vistos como superiores por uma propaganda midiática feita propositalmente para ser assim, mas a verdade é que isso faz (entre diversos outros problemas) com que grandes multinacionais dominem o mercado interno por já terem toda uma infraestrutura montada e assim já nascerem grandes, conseguindo produzir em uma escala muito maior que seus competidores nacionais, destruindo por exemplo a agricultura familiar, microempreendedores e outros setores que não conseguem competir com os preços formados pela grande capacidade de produção dessas empresas estrangeiras. São justamente esses setores nacionais os verdadeiros responsáveis pela geração de emprego e renda no País e assim promovem o crescimento real do PIB do Brasil, enquanto para as multinacionais o que importa é ter uma mão de obra que seja a mais barata possível, e mais substituível possível, para se maximizar o lucro e diminuir o máximo possível os riscos dos empresários gringos que nada se importam com a saúde do país hospede de sua empresa, e resultam em desastres como o de Mariana e Brumadinho que pouco geram consequenciais para a empresa, seus diretores ou quem sonhe seu dono George Soros, que arcam com no máximo uma multa desprezível que pode ser paga com menos de 1% do lucro mensal da organização, sem gerar crescimento real no PIB nacional, que é o que faz um País se tornar desenvolvido.

 

       Dessa forma, a seguir vamos mostrar para os leitores desse texto que Educação e previdência social estão longe de ser a primeira escolha quando se fala em corte de gastos, ou “contingenciamento” como o governo gosta de defender, após ele mesmo declarar que iria “cortar verba de universidades que promovem balbúrdia”. Com essa ideia e entorpecidos pela visão econômica neoliberal, muitos jovens entram na onda de Paulo Guedes e adotam para si a narrativa do governo Bolsonaro e acabam simpatizando e defendendo atitudes que prejudicam a si mesmos e os mais pobres, beneficiando apenas os Bancos privados e os mais ricos do País.

 

       Os gráficos em pizza acima mostram os setores que compõem os gastos da união e a representatividade de cada setor nos últimos 4 anos perante a soma total dos gastos. Observando-os é possível perceber que os gastos com Juros e amortização de dívida pública representam a maior parcela do orçamento da união a anos e ele sozinho impediria tanto uma reforma da previdência quanto o corte de 30% nas instituições de ensino, e porque então prejudicar os estudantes e os aposentados? Para que capitalizar esse dinheiro e para onde ele vai?

 

Já outros dados evidenciam que a Dívida vem crescendo desde 2014, agravando cada vez mais a situação. como pode ser analisado pelo gráfico a seguir:

 

 

FALTA DINHEIRO PARA UNIÃO?

 

      Assim, fica fácil perceber que o neoliberalismo nunca será responsável por resolver os problemas sociais de um país, mas sim torná-lo cada vez mais desigual e submisso às grandes corporações estrangeiras pelo entreguismo das riquezas naturais e das grandes empresas nacionais geradoras de riqueza, promovidos pelos implementadores desse sistema que devem ser vistos como verdadeiros traidores de sua nação pelo crime de lesa pátria, por submeter seu país e milhares de trabalhadores à exploração corporativista de grandes indústrias estrangeiras que sugam a riqueza nacional, dominam o mercado interno destruindo a economia dos países, largando-os totalmente falidos após a exploração, como foi o caso da África, como é o caso da Argentina e muitos outros países,  e como será o caso do Brasil se depender de Paulo Guedes.

 

PAULO GUEDES AFIRMA QUERER VENDER TUDO NO BRASIL

      

       Portanto concluo fazendo um apelo aos jovens Anarco-capitalistas que podem vir a ler esse texto: Não depositem sua fé no estado mínimo e em seu neoliberalismo, pois o capitalismo tem dono conforme provamos extensamente aqui a existência das Dinastias Sionistas milenares que dominam o Dólar e o sistema financeiro mundial, tornando impossível haver uma competição justa conforme o livre mercado exige em qualquer país que tenha suas multinacionais instaladas. A soberania do seu país está em jogo e um país sem soberania nada mais é uma colônia de escravos nas mãos do capitalismo.

 

    Não deixem de ajudar com o Merchan do site, é uma forma de nos ajudar financeiramente

 

LUZ P’RA NÓS

Compartilhe a Verdade:


8
Deixe um comentário

Please Login to comment

Entre com:




7 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
7 Comment authors
Raquel BrollPedro SaintsVictor Hugo B. de MeloAdmin bar avatarFreit EDL Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Lin de Oliveira
Membro
Lin de Oliveira

Excelente matéria irmão….
Luz p’ra nós…

Jonathan Muniz
Jonathan Muniz

Luz p’ra nós!

Freit EDL
Membro

Foda, matéria completíssima!!

Freit EDL
Membro

Paulo Guedes e sua corja de militares traidores merecem pelotão de fuzilamento!! O que estão fazendo é traição à Pátria, sem perdão.

Admin bar avatar
Membro
Richard Maquiavel

Matéria completíssima
Muito bom
Luz p’ra nós!

Pedro Saints
Membro
Pedro Saints

Otimo post irmão
Luz p’ra nós

Raquel Broll
Membro

Post top irmão, puta trampo informação completa!