Com influência de Netanyahu, parlamento israelense permite extrema direita e veta partido árabe

neta3 - Com influência de Netanyahu, parlamento israelense permite extrema direita e veta partido árabe

Compartilhe a Verdade:


O comitê eleitoral, composto por membros do Parlamento em fim de legislatura, rejeitou as moções que pediam a desqualificação eleitoral de Michael Ben-Ari e Itamar Ben-Gvir, do partido ultranacionalista Poder judeu, com base em acusações de racismo. E obviamente barrou, por 17 votos a 10, a participação na disputa do partido árabe Balad, aceitando uma moção apresentada pelo Likud, de Netanyahu, por supostamente, de acordo com a legenda, querer ” eliminar Israel como Estado judeu e apoiar combatentes palestinos e libaneses”.

A decisão contra o Balad foi comemorada por Netanyahu, que escreveu na sua conta oficial do Twitter: “Aqueles que apoiam o terrorismo não estarão no Knesset (Parlamento) israelense!”(só que já estão né..). Por sua vez, o partido de esquerda Meretz disse que apelará, assim como o Partido Trabalhista de centro-esquerda, à Suprema Corte contra a decisão a favor dos candidatos do Poder judeu.

neta - Com influência de Netanyahu, parlamento israelense permite extrema direita e veta partido árabe

Os membros do Poder judeu se descrevem como sucessores do rabino Meir Kahane, que nasceu nos Estados Unidos e exerceu um mandato no Parlamento de Israel nos anos 1980 antes de o seu partido ser banidos por ser considerado racista. Assassinado nos anos 1990 em Nova York por um atirador de nacionalidade americana nascido no Egito, ele defendia a “transferência” de palestinos a países árabes vizinhos de Israel e também a proibição dos casamentos entre judeus e árabes israelenses.

neta2 - Com influência de Netanyahu, parlamento israelense permite extrema direita e veta partido árabe

Já o Balad se descreve como um movimento democrático oposto ao sionismo e à ocupação israelense em territórios palestinos. Hoje ocupa quatro cadeiras como parte da Lista Árabe Unida de 12 membros, que representa integrantes da minoria árabe de israel.

A cada dia fica mais claro para quem quiser, todo o racismo e ódio destes falsos judeus para com qualquer um que não sejam eles mesmo.

Deixe um comentário

Please Login to comment

Entre com:




  Subscribe  
Notify of