“Cervos zumbis”: doença deixa pesquisadores em alerta

Uma doença vem tirando o sono de especialistas americanos, o chamando Cervo Zumbi, que somente no mês de janeiro, cerca de 24 estados dos Estados Unidos reportaram a informação de que cervos, veados e alces estariam contaminados com a doença degenerativa crônica.

Batizada de Doença Debilitante Crônica (CWD, na sigla em inglês), o que se sabe é que ela é causada por príons – proteínas que, de alguma forma, se tornam infecciosas. E ao contrário de vírus e bactérias, elas não possuem DNA ou RNA.

As consequências da infecção também são conhecidas: a vítima começa a se deteriorar pouco a pouco, até que perde a capacidade de falar ou se mover. Então, o sistema colapsa e ela morre.

De acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças do Departamento de Saúde dos EUA, a Doença do Cervo Zumbi pode levar até um ano para se manifestar, e alguns animais morrem sem ter sinais aparentes de infecção. Por isso, as vezes as pessoas consomem a carne sem saber que o animal estava contaminado.

Veja aqui a reação dos animais.

Claudio Arakaki

3 thoughts on ““Cervos zumbis”: doença deixa pesquisadores em alerta

  1. Já vi algo parecido com os camarões que recebiam uma espécie de parasita que grudava na cabeça deles e controlava o bicho, era antigo essa notícia e não me lembro onde eu li.

Deixe uma resposta

Next Post

Definição anti-sionista de Macron muda após ceder pressão de lobby Sionista

dom fev 24 , 2019
A recente declaração do Presidente francês Emmanuel Macron, em que ele disse que o anti-sionismo é uma forma de anti-semitismo, atraiu críticas. Os críticos são da opinião de que criticar Israel e suas políticas agressivas na Palestina não deve ser rotulado como anti-semitismo. “A França quer estar perto do estado […]