seg. set 16th, 2019

Brasileiros usam um único laser para entrelaçar seis ondas luminosas

Compartilhe a Verdade:


Éramos seis ondas

Físicos brasileiros bateram um novo recorde no entrelaçamento de partículas quânticas, o estranho fenômeno que, ao lado da superposição, dá aos computadores quânticos a sua supremacia sobre os computadores eletrônicos.

Em um experimento realizado no Instituto de Física da Universidade de São Paulo, a equipe obteve o entrelaçamento – ou emaranhamento – de seis ondas de luz, geradas por um único laser, em um arranjo conhecido como oscilador paramétrico óptico, dobrando o feito anterior da equipe, que já havia obtido um entrelaçamento quântico triplo.

O entrelaçamento ocorre quando grupos de partículas ou ondas interagem de tal maneira que o estado de cada partícula ou onda não pode ser descrito independentemente, por mais distantes que elas se encontrem umas das outras.

“Nossa plataforma permite a geração de um emaranhamento maciço de muitos modos ópticos, com frequências diferentes, mas bem definidas, como que conectando os nós de uma grande rede. Os estados quânticos assim produzidos podem ser controlados por um único parâmetro, a potência do laser externo que bombeia o sistema.

“O emaranhamento é uma propriedade que envolve correlações quânticas entre sistemas distintos. Essas correlações são um trunfo que pode tornar os computadores quânticos superiores aos computadores eletrônicos tradicionais na realização de tarefas como simulações ou fatoração de números primos – sendo esta uma operação fundamental para a segurança de dados no mundo moderno. Por isso, a geração de sistemas com múltiplos componentes emaranhados é um desafio importante para a implementação das ideias da teoria quântica da informação,” explicou o físico Marcelo Martinelli.

Mais velocidade de processamento

O entrelaçamento quântico permite correlacionar vários qubits de forma não local. A não localidade é um dos grandes diferenciais entre a física quântica e a física clássica, que só admite correlações locais. Esse princípio ficou mais conhecido ao ser criticado por Einstein, que não gostou da ideia e a chamou ceticamente de “ação fantasmagórica à distância”.

A máquina que gera os estados emaranhados – o oscilador paramétrico óptico – é formada por um pequeno cristal entre dois espelhos. O cristal tem 1 centímetro de comprimento e a distância entre os espelhos não chega a 5 centímetros. No entanto, como o resfriamento é uma condição necessária no processo, o conjunto todo é colocado em uma caixa de alumínio, no interior da qual é feito vácuo, evitando a condensação e o congelamento do sistema.

A informação que pode ser codificada por uma única onda é limitada pelo princípio da incerteza. Nesse caso, as variáveis amplitude e fase da onda se comportariam com as análogas das variáveis posição e velocidade da partícula, consideradas por Werner Heisenberg (1901-1976) na formulação do princípio que leva seu nome.

As seis ondas formam um conjunto. Ao se obter informação de uma delas, obtém-se informação sobre o sistema global. Ao se alterar uma delas, altera-se o sistema como um todo.

“Com o emaranhamento, parte da informação de cada onda particular é perdida, mas a informação global do sistema se preserva, de forma compartilhada. Devido ao compartilhamento, quando observamos uma única onda, somos informados, ao mesmo tempo, sobre todas as outras cinco. Cada feixe vai para um detector. E essa distribuição da informação em unidades independentes permite ganhar velocidade de processamento,” disse Martinelli.

 

 

Compartilhe a Verdade:


11
Deixe um comentário

Please Login to comment

Entre com:




9 Comment threads
2 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
10 Comment authors
Admin bar avatarJoão PedroIsrael NavesRafael Isaac Franchini Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Sayler Céfas 666
Membro

Hahaha o jeitinho brasileiro desdobrando agora o mundo quântico!

Douglas Ceron
Editor

Brasileiros malandrinhos re- descobrindo coisas até então ocultas e desacreditadas. Os sinais estão ficando cada vez mais claros, ao menos aos que se permitem enxergá-los. Não há o que discutir. Somos a nova Atlântida e nosso povo será cedo ou tarde protagonista desta verdade fatídica estampada na cara de cada um que agora não está conseguindo enxergar por estupidez e egoísmo!
Obrigado pelo compartilhamento, Mestre Rogério. Luz pra nós!

Josimar Lima
Editor

Amo. Fisica quântica e saber disso me faz feliz por cogitar as aplicações que entrelaçamento quântico poderá nos proporcionar

Romário Vieira
Membro
Romário Vieira

Somos destaques em todos campos profissionais, avante Brasil!
Luz pra nós!

Pedro Sora
Editor

que show! entendo pouco de fisica no denso teorico, mas sei que o computador quantico vai ser um grande passo de novos tempos na tecnologia

Membro

Muito gratificante saber que os brasileiros estão se destacando no campo da física quântica, isto está intimamente ligado ao desdobrando vindouros.

Rafael Isaac Franchini
Membro
Rafael Isaac Franchini

É mesmo irmã
Sinais da nova Atlântida!

Israel Naves
Membro
Israel Naves

Esse pais nosso é tão robusto que mesmo com toda a sabotagem internacional sionista (que não é pouca sempre empurrando o pais para baixo, reprimindo em tudo) o pais ainda se destaca descobrindo novas tecnologias! Força Brasil!

João Pedro
Membro

Não vão conseguir nos parar, podem sabotar as pessoas, mas não podem sabotar o reino, somos os protagonistas do momento.

João Pedro
Membro

Esse meio de transferir informações vai desbancar a realidade judaica. Até Einstein não conseguiu reconhecer essa “nova” tecnologia revolucionária.

Admin bar avatar
Membro
Henrique Barboza Vaz

O melhor de nossa terra, nosso povo, transbordando no mundo! Luz pra nós!