Brasileiros ganham prêmio internacional com tecnologia inovadora de restauração florestal

Compartilhe a Verdade:


Cerca de 30% das mudas de árvores morrem nos primeiros três anos após seu plantio. Mantê-las saudáveis, irrigadas e protegidas do ataque de insetos e outros inimigos naturais requer manutenção constante, trabalho manual e consequentemente, alto investimento. Mais ainda, em áreas remotas de florestas tropicais, quando isso se torna difícil e desafiador.

Para tornar mais eficiente e fácil o reflorestamento em larga escala, três brasileiros criaram um dispositivo que tenta solucionar todos os problemas acima.

Chamado de Nucleário, ele foi desenvolvido pelos irmãos Bruno e Pedro Pagnoncelli e Bruno Ferrari, do Rio de Janeiro, que receberam um prêmio de US$ 100 mil no Biomimicry Global Design Challenge, promovido pela Fundação Ray C. Anderson, dos Estados Unidos. A competição tinha como objetivo promover inovações no combate às mudanças climáticas.

Os empreendedores projetaram o Nucleário de tal maneira que não fosse necessária mão de obra e monitoramento após o plantio de mudas em locais de reflorestamento.

O dispositivo, inspirado no design das bromélias, funciona da seguinte maneira: a muda é plantada no centro da “roda”. Durante os períodos de estiagem, por causa de seu formato, o Nucleário retem a água da chuva e promove a liberação dela via capilaridade, garantindo assim a irrigação frequente. Além disso, ele possui uma uma superfície negativa, que forma uma barreira física contra as formigas cortadeiras.

Por último, como é fabricado com material 100% biodegradável, a partir do terceiro ano, ele começa a se decompor no solo.

Os primeiros testes com o Nucleário foram feitos na Mata Atlântica. De acordo com os idealizadores do Nucleário, a região tem um potencial de reflorestamento de 17 milhões de hectares. Todavia, são áreas degradadas, de plantio complexo, pois em geral, apresentam baixo nível de resiliência, difícil acesso, relevo montanhoso e alto índice de insolação.

Este é apenas um dos muitos prêmios de design e sustentabilidade que o dispositivo criado pelos empreendedores do Rio já ganhou. Dentre outros, ele já recebeu o BraunPrize (Alemanha), RedDot (Singapura), International Design Excellence e o Biomimicry Global Design Challenge (Estados Unidos). Entre os reconhecimentos nacionais, levou o IdeaBrasil e foi um dos finalistas do Desafio Ambiental, realizado pelo WWF-Brasil.

Aqui tem um vídeo explicando o projeto.

Compartilhe a Verdade:


5
Deixe um comentário

Please Login to comment

Entre com:




5 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
5 Comment authors
Jonathan MunizAdmin bar avatarSayler Céfas 666Thiago GalhasDeborah Hgg Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Deborah Hgg
Membro
Deborah Hgg

Bem legal, toda inovação é bem vinda para restaurar nossa Grande Mãe Terra!

Thiago Galhas
Membro

Belo trabalho desses empreendedores… que continuem inspirados e nos dando orgulho.
Luz p’ra nós!

Sayler Céfas 666
Membro

Massa!!!
Nosso povo é muito criativo!

Admin bar avatar
Membro
Richard Maquiavel

Incrível Inovação, e criatividade acima da média
Luz p’ra nós!

Jonathan Muniz
Jonathan Muniz

Luz p’ra nós!