A ‘Sheriff’ da ONU, Nikki Haley, defendeu Israel às custas dos EUA

Compartilhe a Verdade:


Embaixadora dos EUA na ONU, Nikki Haley, fez de seu posto uma posição mais glamourosa’ do que seus antecessores – como Presidente Donald Trump descreveu o mandato de 2 anos de Haley na ONU, após seu anúncio de renúncia.

Certamente sabemos que, durante seu período relativamente breve, Haley diminuiu ainda mais a reputação de seu país, consolidando o isolamento americano no corpo político internacional mais importante do mundo.

Isso entretanto pouco importa. Manchar a imagem do fantoche de Israel não importa, desde que seja para beneficiar Israel acima de tudo perante atrocidades cometidas há décadas contra os Palestinos e todos os descumprimentos de “leis da ONU”.

Em suas próprias palavras, Haley concluiu que sua missão na ONU foi cumprida, Claramente ela possuía um cronograma à seguir de seus mestres, esta escrava sionista judaica. E ainda ela se elogiou em três conquistas: os EUA se tornaram mais respeitados, (Armando Arábia Saudita para matar crianças em nome dos interesses norte americanos) economizaram muito dinheiro (deixando pessoas morrerem de fome pelas sanções e cortes de verbas de ajuda aos Países que eles mesmos criam crises) e defenderam fortemente Israel contra o preconceito da ONU (proteger a imagem e atrocidades cometidas no oriente médio em nome da soberania e supremacia política forçada deste triângulo sionista judaico assassino).

Todas essas coisas fizeram uma enorme diferença nos EUA ”, disse ela. “Os EUA estão fortes novamente (mentira, pois castelo de areia é bonito, mas desmoronará na primeira maré alta). E os EUA são fortes de uma forma que deve deixar todos os americanos orgulhosos ”.  (Com certeza, muito orgulhosos. Ainda mais quando não sabem a verdade oculta por trás de tanta mentira contada pelos telejornais e mídias oficiais ocidentais perante os verdadeiros fatos acontecidos no “outro lado do mundo”.

Nada poderia estar mais longe da verdade e Haley, que é suspeita de planejar uma corrida para a Casa Branca no futuro, não tem evidências para respaldar sua reivindicação de ‘força’ e ‘respeito’ recém-encontrados. Pois ambos são uma farsa, pois em nada agregam humanamente em nosso mundo. Apenas alimentam cada vez mais a fome de sangue dos Judeus e seu interesse de enfraquecer o Islã, que jamais se renderá.

Durante seu discurso perante a Assembléia Geral em 25 de setembro, as alegações absurdas de Trump não foram recebidas com aplausos estrondosos, mas com risos humilhantes – tanto por respeito.

No entanto, não há dúvida de que Haley é um bom candidato para ser representante de Trump para a comunidade internacional. Sua linguagem agressiva e auto-engrossadora coincide com o discurso político que emana da Casa Branca.

Agora, entre nós aqui, me respondam: O que mais está sendo determinante no futuro de um País e de seus candidatos quais vem sendo eleitos por esta falsa democracia; estar alinhado aos desejos do povo ou alinhado com quem defende internacionalmente? (JUDEUS/ISRAEL)

Pense nisso. Olhe para o Brasil e talvez a luz despertará seu sono profundo.

Judeus dominam o mundo – Luz pra nós!

Compartilhe a Verdade:


3
Deixe um comentário

Please Login to comment

Entre com:




3 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
3 Comment authors
João PedroArthur LuigheJosimar Lima Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Josimar Lima
Membro

Sempre assim né usam de todas as formas para enganarem a rodos a cerca da verdade.

Arthur Luighe
Membro
Arthur Luighe

São coisas como essas que mostra obviamente o seu poder sobre as nações. Pobrr os que não podem ver e perceber a verdade

João Pedro
Membro

o clã bolsonaro representa bem isso mestre, alinhados com os interesses dos pilantras. Mas logo vamos virar o jogo. Luz pra nos!